Marcos Corrêa/PR
Marcos Corrêa/PR

Ministro do Turismo diz que vai impulsionar geração de renda no comando da Secretaria de Cultura

Decreto do governo federal transferiu a Secretaria Especial de Cultura para a pasta de Marcelo Álvaro Antônio

Redação, O Estado de S.Paulo

07 de novembro de 2019 | 14h26

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, divulgou nota nesta quarta, 7, sobre a transferência da Secretaria Especial de Cultura para a pasta de Cidades, sob seu comando, conforme publicação no Diário Oficial da União e assinada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Segundo o ministro, o objetivo é impulsionar o "acesso à cultura e ao turismo por meio de ações conjuntas, com ganho de eficiência." Ele afirma que o Brasil é o 9º país em atrativos culturais para turistas e que a parceria entre as pastas pode possibilitar  a geração de emprego e renda para os brasileiros."

Leia o comunicado na íntegra:

"Recebemos a incorporação da Secretaria Especial da Cultura ao MTur com muita responsabilidade e compromisso. Projetos importantes para o Brasil já vinham sendo desenvolvidos em parceria pelas duas pastas, que possuem objetivos sinérgicos e naturalmente integrados, pois o Brasil é o 9º país do mundo em atrativos culturais para turistas.

O Ministério do Turismo vem alcançando nesses 10 meses de gestão importantes resultados. Entre vários outros, mais de 25 mil novos postos de trabalhos foram gerados no mês de julho. O crescimento de 3,2% das atividades turísticas no Brasil de janeiro a julho deste ano — índice maior que a média alcançada por outros setores. E o aumento em 43,4% nos gastos de turistas estrangeiros no país após a isenção de vistos para países estratégicos, o melhor resultado dos últimos 16 anos.

Nosso trabalho tem resultado no fortalecimento da economia nacional, sobretudo com a geração de emprego e renda para os brasileiros. E é com esse mesmo sentimento que iremos administrar o segmento da cultura.

Agora, sob nossa total responsabilidade e controle, poderemos impulsionar o acesso à cultura e ao turismo por meio de ações conjuntas, com ganho de eficiência — bandeira sempre defendida pelo governo do presidente Jair Bolsonaro."

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.