Minha Trilha

O cantor escolhe 10 motivos para se amar um hipster

Thiago Pethit, O Estado de S.Paulo

25 de dezembro de 2010 | 00h00

1. SPRAWL II- The Arcade Fire.

"The Suburbs é um disco de grandes canções. Mas essa é a que dá vontade de dançar de olhos fechados e braços abertos."

2. JEZEBEL - Anna Calvi.

"Não me canso de ouvir a voz e a guitarra dessa inglesa. Deliciosamente estranha. Vai ser sucesso em 2011."

3. MY HOME IS MY MAN - Mallu Magalhães.

"Mallu vai crescendo e fazendo as pedras rolarem com seu homem, sua casa e sua terra. E ela não vai parar. Eu acredito."

4. BACK TO BLACK - Cida Moreira.

"Amy Winehouse cantou primeiro. Mas se ela ouvisse essa versão (linda e profunda) talvez não cantasse mais."

5. DOG DAYS ARE OVER - Florence and the Machine.

"Os dias de cão acabaram! Pode gritar, festejar e espernear. Em uma pista cheia de amigos."

6. GET SOME - Lykke Li.

"Sueca cool, que adora batuques esquisitos, vídeos descolados e letras com climas marginais."

7. 1901 - Phoenix.

"Se os filmes de Sofia Coppola virassem música, seriam canções do Phoenix. Para você adorar odiá-las. Ou odiar adorá-las."

8. DIPLOMAT"S SON - Vampire Weekend.

"Dia de luz, festa de sol e um barquinho a deslizar no azul do mar com sotaque e pegada rock."

9. ESCOLHER PRA QUÊ? - Cidadão Instigado.

"Disco music fica melhor quando é made in Fortaleza. E cantada por um band leader genial como Fernando Catatau."

10. BASIC SPACE - The XX (The Slips Rework RMX).

"A música cheia de vazios e texturas do XX ganhou um toque solar nesse remix. Agora funciona antes, durante e depois da festa."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.