Minas prepara-se para homenagear Drummond

Começa amanhã em Itabira o 2º Fórum de Comemorações do Centenário de Carlos Drummond de Andrade. O evento acontece até terça-feira e faz parte do projeto que, em 2002, celebra o centenário do nascimento do poeta brasileiro.O fórum vai marcar as comemorações dos 70 anos do livro Alguma Poesia, primeira publicação de Drummond, o lançamento do Programa Nacional para as Comemorações do Centenário e a organização do Conselho do Centenário. Haverá lançamentos relacionados à vida e obra do poeta, produzidos por artistas nacionais e locais, mesas redondas, palestras, espetáculos, exposição iconográfica dos Caminhos Drummondianos, programação de filmes e documentários, exposição fotográfica, apresentação do projeto "Drummond Criança", entre outros eventos. Na programação, destaque para a presença de Adélia Prado, Ziraldo e Fernando Gabeira.A partir de Itabira, será elaborado o Programa Nacional Centenário de Drummond, que tem como metas o lançamento da Revista Carlos, publicação de circulação nacional de divulgação do centenário, o "Prêmio Carlos" de literatura nacional, a reedição da obra completa de Drummond, organizada de acordo com o desejo e a orientação do próprio autor, uma exposição multicultural e a Base CDA, um sistema eletrônico que disponibilizará para professores, estudantes e pesquisadores toda a obra, iconografia e documentos do poeta.Esta será a segunda edição do Fórum, que aconteceu pela primeira vez no ano passado. Contou então com a presença de 200 participantes, entre escritores, jornalistas, professores, estudiosos, leitores, personalidades, representantes de instituições e empresas, públicas e privadas.O Poeta Maior - Nascido em Itabira, Minas Gerais, em 31 de outubro de 1902, Carlos Drummond de Andrade é reconhecidamente um dos maiores nomes da literatura brasileira, traduzido para o inglês, espanhol, italiano, alemão, holandês, dinamarquês, búlgaro, russo, japonês e até latim. Entre suas obras poéticas, destacam-se Brejo das Almas, Sentimento do Mundo, A Rosa do Povo, Boitempo, As Impurezas do Branco, Discurso de Primavera e Algumas Sombras, O Amor Natural e Farewell, entre outros. Também deixou um grande número de trabalhos reunindo suas crônicas, como Fala, amendoeira, A Bolsa & a Vida, Cadeira de Balanço, Caminhos de João Brandão e Passeios na Ilha.Carlos Drummond de Andrade foi o primeiro autor brasileiro na Internet. Já em 1995, seu website ganhou o primeiro prêmio "Ibest", e é hoje visitado por leitores de 50 países, em especial Portugal, Argentina, Holanda, Alemanha e Bélgica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.