Michael Jackson pode estar doente para ir a tribunal britânico

O cantor Michael Jackson talvez esteja doente demais para viajar a Londres para depor num processo movido contra ele pelo filho do rei de Barein, disse seu advogado na terça-feira. O advogado Robert Englehart entregou ao juiz Nigel Sweeney um atestado médico sobre a condição de saúde de Jackson. O atestado não foi lido no tribunal. "Na melhor das hipóteses, seria desaconselhável para ele viajar, em vista de seu estado de saúde atual", disse o advogado à Alta Corte, sem dar maiores detalhes sobre as condições de Jackson. O xeique Abdullah bin Hamad al-Khalifa, segundo filho do rei de Barein, diz que Jackson descumpriu um contrato para gravar um novo álbum e escrever uma autobiografia e lhe deve 7 milhões de dólares. Jackson quer dar seu depoimento por videolink desde a costa oeste dos Estados Unidos. Sweeney disse que pretende decidir na manhã de quinta-feira se Jackson será autorizado a fazê-lo, para dar tempo de especialistas médicos das duas partes darem seus pareceres. Se o juiz decidir em favor do depoimento por videolink, a expectativa é que Jackson comece a depois na próxima segunda ou terça-feira. Bankim Thanki, o advogado que representa al-Khalifa, disse que a evidência médica apresentada é "pouco substancial" e que a doença de Jackson, mesmo que seja comprovada, seria bastante fácil de ser enfrentada. "Em última análise, vai depender do resultado do relatório patológico", disse Thanki, acrescentando que o resultado já deveria ter sido disponibilizado. Ele comentou: "Não é a primeira vez que Michael Jackson apresenta atestado médico. ... Meu cliente não está sendo impiedoso ou intransigente, apenas adotando uma atitude de ceticismo justificado."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.