Michael Jackson foi assassinado, diz IML

O Instituto Médico Legal de Los Angeles disse nesta sexta-feira que considera a morte de Michael Jackson um homicídio devido à intoxicação aguda do medicamento propofol e outras condições.

REUTERS

28 de agosto de 2009 | 16h36

Em comunicado, o IML declarou que o propofol, um poderoso anestésico, e o sedativo lorazepan foram as principais substâncias responsáveis pela morte de Jackson. Outras drogas detectadas em seu sistema foram midazolam, diazepam, lidocaína e efedrina.

(Reportagem de Bob Tourtellotte)

Tudo o que sabemos sobre:
GENTEMICHAELJACKSONASSASSINADO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.