Jordan Strauss/Invision/AP, File
Jordan Strauss/Invision/AP, File

Michael B. Jordan é eleito 'homem mais sexy do mundo' pela revista People

'É um bom clube do qual se fazer parte', disse o ator de Pantera Negra

Reuters, O Estado de S.Paulo

18 de novembro de 2020 | 09h41

O ator Michael B. Jordan, de Pantera Negra, foi eleito o "homem mais sexy do mundo" pela revista People, se tornando o terceiro ator negro consecutivo a receber o prêmio anual. Jordan, de 33 anos, disse que o título deu a ele "uma sensação legal". "É um bom clube do qual se fazer parte", disse ele em entrevista à People.

Jordan começou sua carreira como ator infantil em programas de TV como All My Children e progrediu constantemente em Hollywood até uma atuação extraordinária no drama de justiça social Fruitvale Station: A Última Parada, de 2013.

Em 2015, ele estrelou a sequência Creed: Nascido para Lutar e, três anos depois, interpretou o vilão Erik Killmonger ao lado do falecido Chadwick Boseman em Pantera Negra.

Jordan, cujo título foi anunciado no programa de TV Jimmy Kimmel Live! na terça-feira, segue o cantor John Legend e o ator britânico Idris Elba, que foram eleitos o homem mais sexy vivo em 2019 e 2018, respectivamente.

O ator tem defendido uma maior diversidade em Hollywood. Em 2018, sua produtora foi a primeira a adotar publicamente normas de inclusão, que estipulam que filmes devem empregar elenco e equipe diversificados.

No início deste ano, no auge dos protestos do Black Lives Matter contra a injustiça racial, Jordan juntou-se à organização sem fins lucrativos Color of Change e lançou uma iniciativa que delineia formas concretas a partir das quais Hollywood poderia investir em histórias negras e conteúdo antirracista.

Jordan afirmou que as mulheres de sua família estão orgulhosas de seu título na revista People.

“Quando minha avó era viva, era algo que ela colecionava, e então minha mãe naturalmente lia muito e minhas tias também. Esta é uma (edição) que elas definitivamente guardarão em um lugar especial”, disse ele à revista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.