México lembra 50 anos de "O Labirinto da Solidão"

Intelectuais, políticos e historiadores participaram hoje na Cidade do México das comemorações de 50 anos de O Labirinto da Solidão, a obra mais popular do poeta, romancista e ensaísta mexicano Octavio Paz, Prêmio Nobel de 1990. Com cerca de um milhão de exemplares vendidos, em 15 idiomas, é considerada a obra mais estudada de Paz, morto em 1998, e uma das mais importantes da literatura mexicana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.