Leonardo Soares/AE - 20.4.2010
Leonardo Soares/AE - 20.4.2010

Metrô de SP terá espaço cultural em 16 estações

Com flash mob, performance, ópera, balé clássico e uma big band de jazz, o Metrô lança hoje na Estação Paraíso o Projeto Encontros, espaço cultural com programação permanente que será implementado em outras 14 estações até o fim de 2011. O espaço piloto, instalado na Estação Santa Cecília desde abril de 2009, foi o primeiro passo para o projeto. No Paraíso haverá área para exposições, arena para apresentações, espaço infantil e integração com a biblioteca.

AE, Agência Estado

21 de outubro de 2010 | 10h02

Até o fim do ano, as Estações Sacomã e Corinthians-Itaquera também vão receber o projeto. Em todas as estações contempladas haverá painéis com a história dos respectivos bairros. Naquelas com nomes de times de futebol serão criados memoriais dos clubes, com homenagens a ídolos eleitos pela internet.

Segundo o secretário de Transportes Metropolitanos, José Luiz Portella, o objetivo do projeto é fazer com que o metrô, que já reúne serviços como as farmácias Dose Certa e os postos do Acessa SP, com computadores ligados à internet, tenha também um "lado cultural e de lazer".

"Cada estação terá uma vocação artística, para que o público possa acompanhar as manifestações culturais com as quais se identifica", explica Portella. "No nosso piloto, na Santa Cecília, o foco são os curta-metragens, a dança de salão e o teatro rápido. Na Estação Paraíso, a ideia é apresentar música clássica, jazz, ópera, que não é música comum. É a primeira vez que haverá ópera em um metrô."

Vencedor da licitação de dez anos aberta pelo Metrô, o consórcio Bus Magia, formado pelas empresas Bus Mídia e Cinemagia, é o responsável pela implementação do projeto nas estações e pela programação cultural. A contrapartida para eles será a possibilidade de explorar a mídia das estações. No futuro, segundo o secretário, o projeto poderá ser estendido para estações da CPTM. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Atrações de hoje

11h - Cantilena Paulistana. A banda toca sambas de Adoniran, Cartola e Nelson Cavaquinho.

11h30 - Dança das cores.

11h55 - Ópera e balé Carmen. Trechos da obra de Georges Bizet, com bailarinos da Companhia Brasileira de Dança Clássica e a cantora lírica Luciana Bueno.

12h15 - Big Jazz Band Heartbreakers. Grupo toca trechos do espetáculo Emoções Baratas, de José Possi Neto, com participação de duas cantoras. Grupo volta a tocar às 12h40, com músicas de Duke Ellington. E termina o evento com uma apresentação de samba, às 13h40.

Tudo o que sabemos sobre:
culturaMetrôestações

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.