Mendes da Rocha expõe seus desenhos

Croqui é o esboço de um desenho ou pintura. No caso dos projetos arquitetônicos, é essencial para que as idéias sobre cada ambiente, cada canto ou curva do projeto sejam pensadas e repensadas pelo arquiteto. Sempre à mão, este estudo pode ser feito até com caneta esferográfica num guardanapo, se a idéia surgir durante uma refeição.E foi para homenagear o traço "leve e preciso" dos primeiros pensamentos do arquiteto Paulo Mendes da Rocha, 73 anos, para alguns de seus projetos mais conhecidos (mas nem todos realizados), que o Galpão Design inaugura hoje a exposição "Desenhos de Paulo Mendes da Rocha". A mostra, com oito croquis ampliados, foi organizada para integrar o relançamento da cadeira "Paulistano", obra-prima do design, criada em 1957 pelo arquiteto para o clube homônimo. "Acho interessante que esse desenho se repita bastante, que seja acessível. Eu queria que fosse como um livro, que é publicado por uma só editora, mas é vendido em muitos lugares", diz Mendes da Rocha.A famosa cadeira, que em 1999 também foi reeditada pelo estilista Carlos Miele, da M. Officer, sai agora com três novas opções de estrutura - cromada, preta ou aço natural - e de capas - couro, lona e nylon -, em várias cores. Custa entre R$ 1.050 e R$ 1.750.Alguns dos desenhos expostos são da Bahia de Vitória (93), do Estádio Serra Dourada (Goiânia, 73), do Pavilhão Brasil em Osaka (69), do Aquário de Santos (91) e da Fundação Getúlio Vargas (95). "Pode-se pensar que esses desenhos são aleatórios, mas são o registro fundamental de uma idéia", diz Mendes da Rocha. Os desenhos custam entre R$ 300 e R$ 600.Desenhos de Paulo Mendes da Rocha - no Galpão Design (R. Aspicuelta, 145, Vl. Madalena, tel.: 3814-3393). Vernissage hoje, às 19h30. Segunda a sexta, das 10 às 19 h, sábado, das 10 às 16 h.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.