Melissa comemora 25 anos com mostra no Rio

Criada há 25 anos por Alexandre e Pedro Grendene, a sandália Melissa é um marco na moda brasileira por ter introduzido o plástico como matéria-prima do mundo fashion. E não há dúvida de que também marcou a história de muitas meninas e mulheres. Para comemorar os 25 anos da sandália, o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro exibe, a partir de hoje, Plastic.o.rama, um projeto multimídia que usa a Melissa como matéria-prima da arte. Cem convidados tiveram de encarar o desafio de interpretar o produto a partir de um par de Melissa Original 79, branca, enviado dentro de uma caixa também branca.Na lista de convidados, estão nomes como o estilista Alexandre Herchcovitch, os irmãos e designers Fernando e Humberto Campana, a documentarista Mari Stockler e o publicitário Washington Olivetto; além de outros fotógrafos, jornalistas, cenógrafos, arquitetos, DJs, videomakers, diretores de cinema e comerciais, performers, artistas plásticos, ilustradores, cantores, maquiadores, grafiteiros e até um chef.O resultado é inusitado e divertido. Há desde fotografias e desenhos até instalações e trabalhos com chocolate. Washington Olivetto calçou a Melissa; os irmãos Campana a transformaram num vasinho; Mari Stokcler deixou uma pegada de Melissa em concreto; e Herchcovitch colocou-a num carrinho de autorama. Com curadoria da jornalista Érika Palomino e do diretor de criação Giovanni Bianco, esta é a última das comemorações do aniversário da sandália. O projeto Plastic.o.rama Made in Brasil inclui ainda um livro com as imagens da exposição e um CD-ROM com a história da Melissa, todos os modelos, curiosidades, campanhas, entrevistas e imagens do processo de criação das sandálias. Plastic.o.rama Made in Brasil - Galpão das Artes, Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro. Av. Infante Dom Henrique, 85 - Parque do Flamengo. Abre hoje para convidados e amanhã para o público. Das 10 horas às 22 horas. Grátis. Até 27

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.