Melhor do ano, Eldorado mira esportes

Contemplada pela cobertura da Copa do Mundo com a ESPN, emissora terá novidades para 2011

, O Estado de S.Paulo

22 de dezembro de 2010 | 00h00

 

 Em março de 2011, a Rádio Eldorado receberá o troféu dos melhores do ano concedido pela Associação Paulista dos Críticos de Artes (APCA). Os vencedores foram anunciados na semana passada e entre as categorias arquitetura, artes visuais, cinema, dança, literatura, música popular, música erudita, teatro infantil, teatro, televisão e rádio, a Eldorado foi contemplada nesta última pela parceria com a ESPN durante a cobertura da Copa do Mundo de Futebol, na África do Sul.

O planejamento teve início ainda em 2009, um ano antes da transmissão do evento, e a cobertura mobilizou mais de 100 funcionários no Brasil e 30 pessoas da rádio e da ESPN em território africano. A estreia da parceria em copas do mundo teve planejamento coordenado por Paulo Soares e Everaldo Marques e ocupou em média 80% da programação do jornalismo da Eldorado.

"A gente tinha a pretensão de fazer a melhor cobertura e esse prêmio veio para coroar o trabalho bem feito. Até nosso slogan, Copa do Mundo na Rádio Eldorado/ESPN: Nada Mais Importa, foi muito feliz. As outras equipes de transmissão vinham comentar com a gente. Ficamos mais de 30 horas no ar por dia", brinca Márcio Lino Gonçalves, diretor da Rede Eldorado. "Acho que o diferencial foi termos transmitido todos os jogos do mundial."

Para 2011, a diretoria promete muitas novidades em sua programação, contando com integração e aprofundamento da parceria com a ESPN ainda maior. Assim como neste ano, os profissionais da rádio e da TV estarão envolvidos nas principais coberturas esportivas do ano. Uma delas é a Copa dos Campeões da Europa, sobre a qual a ESPN tem os direitos de transmissão, fazendo com que a Eldorado seja a única rádio a transmitir a competição no País. "Esse é outro diferencial para 2011. Vamos nos aprofundar mais em esportes. Não podemos adiantar as novidades, ainda há algumas formalizações de contratos a fazer, mas serão muitas", diz Gonçalves.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.