Medidor de audiência do SBT naufraga

Mais uma vez naufragou a idéia de Silvio Santos de ter um medidor de audiência de TV, concorrente do Ibope. Após um ano de pesquisa, investimento declarado pelo SBT de R$ 4 milhões, o Datanexus - nome do instituto de pesquisa criado em parceria da emissora com o cientista político Carlos Novaes - foi cancelado na véspera do lançamento. Motivo: Silvio reivindicou a propriedade da marca e Novaes discordou.Segundo Novaes, foram 11 meses só de pesquisas para a seleção de amostragem e cerca de 10 mil entrevistas na Grande São Paulo para escolha de 250 domicílios. Trabalho jogado fora, diz o cientista político, por causa de um descontentamento de Silvio em relação a uma cláusula contratual. Novaes explica que a maior parte das negociações com o SBT foi feita sem documentos e o contrato seria assinado na segunda-feira, quando surgiu o impasse."Recebi um telefonema do SBT avisando que o Silvio Santos gostaria de ficar com a marca Datanexus. Não aceitei, porque a marca foi registrada por mim, tem valor afetivo. Em uma reunião, decidimos que criaríamos outra marca que, em contrato, seria de Silvio, mas, caso o medidor não desse certo, ela seria abandonada."O SBT divulgou nota sobre o caso: "Em razão da falta de consenso nas relações contratuais entre a posição de cliente do SBT e o Instituto Datanexus, foram interrompidas as negociações."

Agencia Estado,

29 de maio de 2003 | 10h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.