Médico de Michael Jackson é condenado a 4 anos de prisão

O médico pessoal de Michael Jackson, doutor Conrad Murray, foi sentenciado nesta terça-feira a quatro anos de prisão pela acusação de homicídio culposo na morte do cantor em 2009.

REUTERS

29 de novembro de 2011 | 16h11

O juiz do caso rejeitou qualquer suspensão da pena a Murray.

Jackson morreu em junho de 2009 em decorrência de uma overdose de medicamentos.

(Reportagem de Piya Sinha-Roy)

Tudo o que sabemos sobre:
GENTEMEDICOJACKSON*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.