Material para ''dez anos de novidades''

Em 2010, o fogo de Jimi Hendrix continua crepitando num sem fim de lançamentos inéditos e reedições. Depois de terem o mais importante deles, o recente álbum Valleys of Neptune, com 60 minutos de gravações "semi-inéditas" reunidas pelo engenheiro de som, Eddie Kramer, os fãs podem ganhar algo bem menos, digamos, artístico.

, O Estado de S.Paulo

24 de abril de 2010 | 00h00

O DVD Jimi Hendrix: The Story Of The Lost Sex Tape, cujo lançamento está anunciado para maio, promete mostrar 11 minutos de cenas pornográficas que teriam sido protagonizadas pelo herói da guitarra. A família do guitarrista não confirma a originalidade da produção em que Hendrix apareceria em cenas quentes com a artista plástica Cynthia "Plaster Caster" (que tinha a mania pouco convencional de fazer moldes de gesso das partes íntimas dos músicos que conhecia).

De volta ao assunto. Janie Hendrix, por sua vez, comenta que, além de tudo o que está previsto para sair e já foi anunciado, há material de Jimi Hendrix o suficiente para preencher toda uma década só com lançamentos, sejam em áudio ou em vídeo (não exatamente pornográficos, é bom lembrar).

A onda hendrixiana não deixa de ser um negócio lucrativo para os herdeiros do guitarrista. Segundo levantamento feito pela revista Forbes no ano passado, Jimi Hendrix foi o 11º artista morto que mais faturou entre outubro de 2008 e outubro de 2009, com um lucro estimado em US$ 8 milhões. À frente dele apareciam apenas John Lennon (US$ 15 milhões), Elvis Presley (US$ 55 milhões) e Michael Jackson (US$ 90 milhões). Os direitos autorais das músicas (incluindo aí os lançamentos póstumos) foi a maior fonte da renda, além do licenciamento de imagem para produtos e publicidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.