Mas esse rock não estava em extinção?

SLASH

Julio Maria, O Estado de S.Paulo

10 de abril de 2010 | 00h00

SLASH

EMI Preço: R$ 35

ÓTIMO

Vida e solos longos a Slash, a última grande espécie criada na escola dos guitarristas de hard rock dos anos 70 - aqueles caras que parecem maus mas que quando tocam têm sempre uma doçura disfarçada de guitarra distorcida. O ex-Guns n" Roses (e como sentimos sua falta no show de Axl por aqui, no Pacaembu) aparece com um disco que, não por obra do acaso, traz seu próprio nome na capa. Slash chamou o mundo para fazer um autotributo. Com Ian "Cult" Astbury, apresenta as armas no primeiro instante. A voz de Ian e os riffs de Slash em Ghost criam um daqueles rocks afiados que jurávamos terem sido extintos. Seria recado a Axl o que Ozzy Osbourne canta em Crucify the Dead? (Nós tínhamos o mesmo sonho / Viver a vida ao extremo / Uma arma emperrada por uma rosa). E a festa segue com Chris Cornell, Lemmy, Iggy Pop, Dave Grohl, Fergie...

OUÇA TAMBÉM

FALL TO PIECES

Autor: Velvet Revolver. Álbum: Contraband. Primeiro trabalho da banda, de 2004, com Slash na guitarra e Scott

Weiland nos vocais. Selo: BMG. Preço em média: R$ 20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.