Mary-Kate Olsen não fala sobre morte de Heath Ledger

Atriz continua sem explicar por que foi a primeira pessoa chamada quando ator foi encontrado morto

Efe,

05 de junho de 2008 | 11h29

Cinco meses depois da morte de Heath Ledger, a atriz norte-americana Mary-Kate Olsen continua sem explicar por que foi a primeira pessoa chamada quando o corpo do ator foi encontrado sem vida no apartamento que o australiano tinha em Nova York. O site da People informou que Mary-Kate, que em poucos dias completa 22 anos, afirmou na edição de julho da revista Elle que não vai "comentar nada sobre o assunto". A gêmea, alçada à fama por seu papel na série Três é Demais, só disse que o protagonista de O Segredo de Brokeback Mountain (2005) era "um amigo" e que "sua morte foi uma trágica perda". Na entrevista, Mary-Kate também se mostra reticente a falar do patrimônio que tem junto com sua irmã Ashley, avaliado, segundo a Forbes, em US$ 100 milhões. "Ninguém se importa com se sou rica ou não", afirma a atriz, que aparece na capa da Elle com um vestido plissado com saia globo azul.

Tudo o que sabemos sobre:
Mary-Kate OlsenHeath Ledger

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.