Marlene Mattos sai da Globo e vai para a Band

Foram mais de 20 anos trabalhando na TV Globo. A maior parte deles, ao lado de Xuxa, de quem foi diretora e empresária até 2002, quando elas romperam. A diretora Marlene Mattos consolidou uma carreira de sucesso na Globo. Anteontem à noite ela decidiu deixar a rede dos Marinhos e partir para uma nova empreitada: cuidar da programação da Band. Marlene assinou um contrato de 2 anos com a Bandeirantes e assumirá no dia 26 o cargo de diretora artística da rede. A diretora ficaria responsável pelos programas de Gilberto Barros, Márcia Goldschmidt e por um novo programa com sua atual pupila, Wanessa Camargo ? que vem delegando à diretora a última palavra em todos os passos de sua carreira. Em entrevista ao Estado ela fala sobre essa mudança.Estado - Como surgiu o convite da Band?Marlene Mattos - No ano passado fui sondada por várias emissoras, falei com a Record, recebi proposta da Rede TV!... Foi quando no final do ano, o Marcelo Parada (vice-presidente da Band) sabendo que eu estava negociando com a Rede TV!, me falou que queria conversar. Eu tinha participado das negociações do contrato da Viviane Romanelli (empresariada por ela )com a Band. Acabamos nos entendendo na conversa.Como foi a sua saída da Globo?Foi tranqüila. Tenho o endereço da Globo como o endereço da minha casa, passei mais de 20 anos lá, conheço cada canto daquele lugar. Eu expliquei para eles que estava saindo porque queria dar um giro pelas outras emissoras, estava sentindo a necessidade de mudança, de tocar novos projetos.Já venceu o seu contrato com a Globo?Marlene ? Venceu no dia 31 de dezembro, mais prorrogamos por mais uns dias, por causa do Jovens Tardes (programa dirigido por ela).E você já pensou nas mudanças que fará na programação da Band?Ainda não. Quero pegar uma semana para assistir a Band, analisar a programação. Quero também conversar com os profissionais de lá, saber de suas necessidades, ouvi-los. Só depois posso tomar alguma decisão. Quando comecei a conversar com as outras emissoras, estava ainda muito centrada no Jovens Tardes, não estava pensando em programação. Agora é que vou organizar minhas idéias.Você pensa em um dia voltar para a Globo?Olha, posso dizer que me sinto como um jogador de futebol. Um que ficou muitos anos no Flamengo, trocou de time e sonha parar de jogar no Flamengo mesmo.(risos) Eu preciso agora de coisas novas, mas posso um dia voltar para a Globo, quem sabe, encerrar minha carreira de diretora lá. Minha saída da Globo foi feliz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.