Leo Aversa
Leo Aversa

Marisa Monte e peça 'Misery', adaptação de Stephen King, são destaques do fim de semana

'Não vejo a hora de poder cantar junto', diz a cantora que confessa estar ansiosa em subir ao palco novamente, depois da pausa forçada na pandemia

Danilo Casaletti, O Estado de S.Paulo

04 de fevereiro de 2022 | 05h00

A cantora Marisa Monte dá início neste fim de semana à sua nova turnê, Portas, baseada em seu álbum homônimo, o primeiro com músicas inéditas da cantora em dez anos, lançado em julho de 2021.

Em mensagem ao Estadão, Marisa revela certa ansiedade em poder subir ao palco novamente, depois da pausa forçada na pandemia. A cantora iniciaria a temporada de shows em janeiro, mas foi diagnosticada com covid às vésperas da estreia. “Comecei minha vida na música com 19 anos e nunca fiquei tanto tempo sem cantar ao vivo e sem encontrar o meu público. Estou com muita saudade, não vejo a hora de poder cantar junto”, diz Marisa, que assina a direção-geral do show.

A turnê Portas terá no repertório músicas do álbum, como a que dá nome ao disco, Calma e Pra Melhorar, com participação de Seu Jorge. Marisa também já adiantou que vai cantar antigos sucessos. Um deles é Maria de Verdade, do disco Verde Anil Amarelo Cor de Rosa e Carvão.

Marisa estará acompanhada de banda que tem os músicos Dadi (baixo, teclado e guitarra), Davi Moraes (guitarras), Pupillo (bateria), Pretinho da Serrinha (percussão, cavaquinho e voz), Chico Brown (teclado, guitarra, baixo e voz), Antonio Neves (trombone, adaptações e arranjos de metais), Eduardo Santanna (trompete e flugelhorn) e Lessa (flauta e sax).

Em março, Marisa embarca para os Estados Unidos para shows em Nova York, Los Angeles e outras localidades. Aqui no Brasil, há shows agendados em mais de 16 cidades.

Hoje (4), sáb. (5), 11, 12/12 e 21, 22 e 23/7, 22h. Espaço das Américas. R. Tagipuru, 795, Barra Funda. R$ 120/R$ 680. Ingressos aqui.

MÚSICA

Ayrton Montarroyos

O cantor Ayrton Montarroyos apresenta o show Alguém Cantando Caetano, no qual celebra o repertório dos discos lançados nos anos 1970 pelo compositor baiano. Ele estará acompanhado pelos multi-instrumentistas Rodrigo Campos (guitarra, violão e cavaquinho) e Arquétipo Rafa (sintetizador, percussão e bateria). 

Dom. (6), 18h. Sesc Pinheiros. R. Paes Leme, 195, Pinheiros. R$20/R$ 40. Compre aqui.

Toquinho e MPB4

O cantor e compositor Toquinho e o grupo MPB4 se juntam no show 50 Anos de Música. Entre as canções estão Aquarela, Tarde em Itapuã, Que Maravilha, Roda Viva e Pesadelo. Sáb. (5), 22h. Tom Brasil. R. Bragança Paulista, 1.281. R$ 120/R$ 240. Ingressos.

Rico Dalasam

O rapper Rico Dalasam apresenta o show do álbum Dolores Dala Guardião do Alívio, lançado no ano passado, e vai antecipar canções do segundo volume do álbum, que será lançado este ano. Dom. (6), 19h. Casa Natura Musical. R. Artur de Azevedo, 2.134, Pinheiros. R$ 50/R$ 150. Compre aqui.

Paulo Miklos

O cantor e compositor Paulo Miklos apresenta o show A Gente Mora ao Lado, seu terceiro trabalho solo, que tem a canção Vou Te Encontrar, que se tornou um sucesso recente do artista. Dos tempos de Titãs, ele vai relembrar músicas como Sonífera Ilha, Pra Dizer Adeus e Flores. Sáb. (5), 17h30. Sesc Campo Limpo. Tenda de Convivência. R. Nossa Sra. do Bom Conselho, 120, Vila Prel. Gratuito. 

Tiê

A cantora Tiê mostra ao público o show Pacto, com músicas lançadas em dez anos de carreira, entre elas, Noite. Ela também apresenta o recém-lançado single Pacto. Hoje (4), 21. Sesc Pinheiros. R. Paes Leme, 195. R$20/R$ 40. Ingressos aqui.

Orkestra Rumpilezz

A Orkestra Rumpilezz volta aos palcos sem o seu criador, o maestro baiano Letieres Leite, que morreu em outubro do ano passado. A big band de percussão e sopros vai apresentar um repertório que inclui músicas como Anunciação e O Samba Nasceu na Bahia, ambas de Leite. A apresentação faz parte do Festival Fibra. Sáb. (5), 21h. Sesc Pinheiros. R. Paes Leme, 195, Pinheiros. R$20/R$ 40. Ingressos aqui.

João Suplicy

Acompanhado de banda, o cantor e compositor João Suplicy traz a mistura de samba e blues no show Samblues, com músicas autorais e clássicos como As Rosas Não Falam, de Cartola. Hoje (4), 20h. Blue Note. Av. Paulista, 2.073. R$ 90. Compre aqui.

Sertanejos

As duplas Gian & Giovani e Edson & Hudson se reúnem para a estreia da turnê Boate Azul. O show tem duração de três horas e cerca de 50 músicas. Hoje (4), 22h. Tom Brasil. R. Bragança Paulista, 1.281. R$ 100/R$ 360. Ingressos em Eventim.

Ciranda

A cirandeira Lia de Itamaracá apresenta a turnê do álbum Ciranda Sem Fim, lançado em 2019, com canções como Desde Menina, de Chico César, e Peixe Mulher, de Ava Rocha e Iara Rennó. Nascida na Ilha de Itamaracá (PE), ela se tornou um dos grandes patrimônios culturais do País. Hoje (4), 22h. Casa Natura Musical. R. Artur de Azevedo, 2.134, Pinheiros. R$ 60/R$ 160. Compre aqui.

TEATRO

‘Misery’ leva aos palcos drama de Stephen King

A peça Misery, adaptação de Claudia Souto e Wendell Bendelack para o romance de Misery – Louca Obsessão, de Stephen King, conta a história do famoso escritor Paul Sheldon, interpretado pelo ator Marcelo Airoldi, que após sofrer um grave acidente de carro é resgatado pela enfermeira Annie, papel de Mel Lisboa. Ela, uma leitora voraz de seus escritos, fica revoltada ao descobrir o trágico fim de sua personagem preferida e passa a submeter o escritor a uma série de torturas. Traduzida e adaptada para o português por Claudia Souto e Wendell Bendelack, tem direção artística de Eric Lenate. 

Estreia hoje (4). 6ª e sáb., 20h; dom., 19h. Teatro Porto Seguro. Al. Barão de Piracicaba, 740, Campos Elíseos. R$ 60/R$ 80. Até 27/3. Compre aqui.

Em busca de um amor

Na comédia Procuro o Homem da Minha Vida, Marido Já Tive, baseada no best-seller da escritora argentina Daniela Di Segni, três amigas (Grace Gianoukas, Leona Cavalli e Totia Meireles) relatam os encontros e desencontros de mulheres que já passaram por um casamento. Direção: Eduardo Figueiredo.

Estreia hoje (4). 6ª e sáb., 21h; dom., 20h. Teatro J. Safra. R. Josef Kryss, 318, Barra Funda. R$ 30/R$ 100. Até 27/3. Ingressos no Teatro J. Safra.

'Jussara City - O Paraíso das Enchentes'

A Encena Cia. de Teatro vai reabrir as portas do Espaço Cultural Encena com a estreia de Jussara City – O Paraíso das Enchentes. Espetáculo resultado de projeto apoiado pela 36ª edição do Programa de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo. De volta ao Brasil para uma série de debates sobre a questão climática global, uma renomada ambientalista, depois de muitos anos morando no exterior, visita o bairro onde nasceu, na periferia de São Paulo. Em uma viagem lúdica através das memórias de sua infância, resgata a história do bairro e a luta dos moradores, sempre às voltas com a tragédia das enchentes que anualmente os atormenta.

Estreia hoje (4), 21h. Sáb. 18h e 20h30; dom. 19h. Até 20/2.Rua Sargento Estanislau Custódio, 130, Jd. Jussara-Vila Sônia, Butantã. Entrada franca com contribuição espontânea. Reservas: encena@encena.art.br e pelo telefone 96460-5903 (WhatsApp).

'A Hora da Estrela ou o Canto de Macabéa'

O musical A Hora da Estrela ou O Canto de Macabéa traz a atriz e cantora Laila Garin no papel da personagem-título. O espetáculo, que tem músicas originais de Chico César, é inspirado no último livro escrito por Clarice Lispector. A adaptação para os palcos é de André Paes Leme. Na história criada por Clarice, Macabéa é uma nordestina que vai morar no Rio de Janeiro e se depara com a ausência de afeto e poesia. A vida dela é descrita como medíocre, com dificuldades financeiras, péssimas condições de moradia e assédio moral no trabalho. Nessa montagem, Laila, além de ser Macabéa, também é uma atriz, que faz as vezes do narrador do livro, e lança novos olhares sobre o tema ao longo da peça.

Estreia hoje (4). 6ª e sáb., 21h; dom., 18h. Sesc Santana. Av. Luiz Dumont Villares, 579, Santana. R$ 20/R$ 40. Até 27/2. bit.ly/teatromacabea 

 

‘Os Filhos’

Em Os Filhos, criação e encenação de Anna Toledo e Zé Henrique de Paula, dois monólogos – Fragmentos Caninos e Lata Velha Coração de Papel – abordam a relação entre filhos e seus pais, trazendo novas perspectivas para conflitos e convergências do passado. 

Estreia hoje (4). 6ª e sáb., 21h, dom., 19h. Teatro do Núcleo Experimental. R. Barra Funda, 637, Barra Funda. R$ 20. Até 6/3. Compre aqui.

‘Tá Embaçado’

O humorista Fábio Rabin estreia nova temporada do stand up Tá Embaçado. Em seu quarto espetáculo solo, Rabin reflete sobre um homem que procura escapar da rotina para tentar salvar seu casamento. O texto aborda questões como drogas, política e abre espaço para o debate sobre o que é politicamente correto.

Reestreia sáb. (5). Sáb. 22h30. Teatro Opus Frei Caneca. R. Frei Caneca, 569. Consolação. R$ 80. Compre aqui.

Clássico musicado

O musical A Hora da Estrela ou O Canto de Macabéa traz a atriz e cantora Laila Garin no papel da personagem título. O espetáculo, que tem músicas originais de Chico César, é inspirado no último livro escrito por Clarice Lispector. A adaptação para os palcos é de André Paes Leme.

Na história criada por Clarice, Macabéa é uma nordestina que vai morar no Rio de Janeiro e se depara com a ausência de afeto e poesia. A vida dela é descrita como medíocre, com dificuldades financeiras, péssimas condições de moradia e assédio moral no trabalho. Nessa montagem, Laila, além de ser Macabéa, também é uma atriz, que faz as vezes do narrador do livro, e lança novos olhares sobre o tema ao longo da peça.

Estreia hoje (4). 6ª e sáb., 21h; dom., 18h. Sesc Santana. Av. Luiz Dumont Villares, 579, Santana. R$ 20/R$ 40. Até 27/2. Ingressos aqui. 

Respeitável público

Com uma ampla programação on-line, o Itaú Cultural mergulha no universo do circo com atividades que incluem espetáculos, oficinas, webnários e lançamento de livro. No domingo, dia 6, às 9h, o Palco Virtual de Cênicas exibe o espetáculo Aquele momento em que…, do grupo paulista Doutores da Alegria, que aborda questões da vida pública e artista do palhaço que trabalha na saúde pública. Entre outros espetáculos, disponíveis a partir do dia 8, estará O Benjamin – O Filho da Felicidade, da paulista Cia. Trilha de Teatro, aborda a biografia de um dos criadores do circo-teatro brasileiro. Até 27/3. Grátis. Programação completa em www.itaucultural.org.br

Exposição

A cidade e a coletividade

A mostra de arte digital Outros Futuros/Territórios Iminentes, uma co-criação do Coletivo Coletores junto à equipe da Casa Natura Musical, traz, por meio de um painel de LED, obras criadas pelos artistas biarritzzz & Abros, Thásya Barbosa, Pavuna Kid e Koral Alvarenga. Elas refletem sobre temas como corpo, coletividade e tecnologia. 3ª a dom, 17h/23h. Casa Natura Musical. R. Artur de Azevedo, 2.134, Pinheiros. Grátis. Até 1/4. 

Centenário da Semana de 22

O Theatro Municipal vai comemorar o centenário da Semana de Arte Moderna de 1922 com diversas iniciativas. A primeira delas, a partir do dia 11, é a exposição Recostura, de Chris Tigra, que ocupará a fachada principal do prédio. Em uma série de cinco imagens em tecidos, a artista questiona, por meio de representações de mulheres escravizadas, a ausência do negro em um dos movimentos mais importantes da arte brasileira. Grátis. Theatro Municipal. Pça Ramos de Azevedo, s/n – República. Grátis. Até 10/3.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.