Mário Queiroz apresenta coleção sem preconceitos

Se na estação passada o homem de Mário Queiroz chorava embriagado de amor, agora ele surge otimista e pronto para descobrir o paraíso. No centro da passarela, diversos monitores exibiam imagens do céu, anunciando o tema da coleção, Jardim das Delícias, enquanto ela era invadida por homens-anjos, ousados e libertos de preconceito. Para vesti-lo, Mário aposta nas túnicas, t-shirts, camisas acinturadas, calças com inspiração tailandesa e pariôs. As malhas, sarjas e o índigo também se renovam. E tudo chega repleto de cores como verde, rosa, amarelo e vermelho; e estampas, como a da ave Phoenix, destacando-se entre o preto e o branco.Da primeira fila, o cantor Júnior, irmão da Sandy, e vários atores globais, como Emílio Orciolo Neto e Rodrigo Faro, conferiam atentos as criações do estilista. "As camisas são lindas", comentou Júnior. Já o cantor Paulo Ricardo acha interessante a moda despojada e tropical de Queiroz. "Ao mesmo tempo em que a moda se renova, pode-se extrair, recuperar, o melhor de cada época", disse ele. "Mas acharia péssimo, por exemplo, a volta das ombreiras. Os anos 80 foram muito exagerados e deve-se tomar cuidado com isso", ele observa.Veja Galeria de Fotos

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.