Marilyn Manson nas artes plásticas

VISUAIS

, O Estado de S.Paulo

01 de julho de 2010 | 00h00

Marilyn Manson inaugurou ontem, em Viena, na Áustria, sua primeira exposição de artes plásticas apresentada em um museu. Com o título Genealogias da Dor, a mostra reúne 21 quadros feitos pelo cantor com temas recorrentes em suas músicas, como o horror, o sofrimento, o medo, a deformidade e o grotesco. Trabalhando há tempos com pintura, Manson afirmou ser uma honra expor seus quadros no "berço artístico de Egon Schiele", em quem disse se inspirar. A mostra tem também como convidado o cineasta David Lynch, autor do prólogo da biografia de Manson.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.