Marido de Suzana Vieira está detido em um quartel

Menos de três meses depois do casamento com a atriz Suzana Vieira, de 64 anos, com direito a fotos em capas de revistas de fofocas, o policial militar Marcelo Silva, de 36, foi preso em flagrante, na noite de quarta-feira, em um motel. Ele teria agredido a mulher que o acompanhava em uma suíte e destruído bens do estabelecimento. O caso foi registrado na 34.ª Delegacia Policial (Bangu). Silva responderá por lesão corporal e resistência à prisão. Nesta quinta, ele teve decretada prisão administrativa por 72 horas e está detido em um quartel.Silva e a acompanhante, cujo nome não foi divulgado, chegaram ao motel Queen, em Jacarepaguá, na zona oeste, por volta das 20 horas. Uma hora depois, diante dos barulhos que ouviam na suíte do casal, funcionários do motel chamaram policiais militares do 14.º Batalhão (Bangu) para conter o colega. Agressivo e falando alto, de acordo com testemunhas, Silva resistiu e foi algemado.O marido de Suzana apresentava cortes e escoriações, e foi levado para o Hospital Central da PM, de onde foi liberado pela manhã. A mulher agredida, uma morena de aproximadamente 25 anos, registrou queixa contra ele por lesão corporal. O gerente do motel preferiu retirar a acusação."A Suzana está pasma com essa situação", disse o advogado Sylvio Guerra. Ele contou que a atriz soube do caso ainda na noite de quarta-feira, pouco depois de ter chegado de Recife, onde apresentara a peça A Namoradinha do Brasil. Um funcionário do motel ligou para a casa de Suzana para falar sobre o carro da atriz, usado por Silva para ir ao motel.Suzana entrou em contato com Guerra e o advogado foi ao motel para liberar o carro. Ele negou representar Silva. "Sou advogado dela, não dele. Não dei assessoria jurídica para ele, e não darei", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.