Mariana Ferrão estreia como âncora do carnaval de SP

Mariana Ferrão está sendo paga para dormir até tarde, ver filmes e dar uns passeios nas quadras das escolas de samba. É que a partir de sexta-feira, a apresentadora do "Bem-Estar" comandará, pela primeira vez, o desfile de carnaval de São Paulo ao lado de Cléber Machado, na Globo.

AE, Agência Estado

05 Fevereiro 2013 | 11h05

Habituada a despertar às 5h20 para entrar no estudo do programa sobre saúde, ela anda tentado mudar o fuso horário pessoal para passar a madrugada explicando as alegorias dos carros que passarão pelo Anhembi. "Liguei para um médico do Instituto do Sono, que sempre vai ao Bem-Estar. Ele vai fazer um plano para mim", contou à reportagem.

A loira ganhou folga do matinal para se dedicar à cobertura da folia. Além de conversar com os carnavalescos nos barracões das escolas, Mariana tem visto filmes e lido os livros que inspiraram os enredos deste ano, cujas letras ela anda estudando para não deixar faltar nenhum detalhe. "Todas as manhãs, eu passo a limpo as informações que anotei no dia anterior."

Apesar de ser caloura na bancada do samba, a apresentadora já esteve como repórter no sambódromo paulistano nos quatro últimos anos e também ancorou a transmissão da festa de Salvador, quando era contratada da Band. "Achava que não seria bom, mas gosto da bagunça da folia. Nunca achei um sacrifício trabalhar no carnaval", confessa a jornalista, que afirma ter samba no pé. "Nunca desfilei, mas tenho vontade."

Ao lado de Marina e Cléber Machado, estarão no estúdio o comentarista Chico Pinheiro, veterano da folia. Entre os convidados da transmissão paulistana este ano estão o ator Aílton Graça e as cantoras Negra Li e Paula Lima. Além das 34 câmeras espalhadas pelo Anhembi, haverá dez microfones instalados nas arquibancadas. O áudio entre os ritmistas será captado em cinco canais para que os instrumentos das diferentes alas possam ser escutados separadamente.

A apresentadora explica que, por enquanto, não deve deixar o comando do "Bem-Estar", ao lado de Fernando Rocha. O programa, que completa dois anos no ar, terá novidades. "Temos um projeto para o aniversário. A música de abertura ganhará uma letra e teremos séries de reportagens semanais. Ainda tenho muita coisa para fazer lá." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Mais conteúdo sobre:
Globo carnaval

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.