Maria Paula conquista espaço na Globo

A voz é a mesma. Bem rouca. Mas o número de palavras disparadas parece menor. Ela gosta de conversar de perto, olho no olho, transmite sinceridade e simpatia, em um sorriso constante. A expressão deixa transparecer certa tensão diante do assédio de fãs, jornalistas e garçons que circulavam na última quarta-feira, durante a festa de inauguração da exposição dos produtos das Organizações Tabajara, no Shopping Jardim Sul. Mas basta ligar as câmeras e a brasiliense Maria Paula Fidalgo, 31 anos, se transforma. A moça se afasta da repórter, os olhos se voltam para as lentes, o sorriso se escancara, as palavras ganham ritmo. Discurso embalado por um balançar frenético de braços e mãos. Ela toma o microfone do repórter da televisão e passa a fazer o seu show, tudo de improviso. Atitude confiante, típica daqueles que estão em ascensão. Na Globo, Maria Paula promete. Desde junho, ela faz parte do time da empresária Marlene Mattos. E, empurrada pela toda-poderosa, no ano que vem pode ganhar um programa só para ela. Uma atração semanal, voltada para o público jovem. Um misto do Altas Horas do Serginho Groismann e Barraco da MTV, com pitadas de Amaury Jr. Além de ganhar seu próprio programa, a apresentadora do Casseta & Planeta Urgente! foi escolhida por duas revistas como uma das personalidades mais sexy de 2002. E anda sendo insistentemente sondada pela Playboy, que, dizem, está acenando com um cachê bastante generoso. Ano que vem, Maria Paula faz sua estréia no cinema no filme dos Casseta & Planeta - A Taça do Mundo É Nossa, uma produção de R$ 3,5 milhões. "Estou no melhor momento da minha carreira", comemora. "Nem esquento a cabeça com isso. Ansiedade é uma energia negativa. Moro no Rio de Janeiro, um baita astral maravilhoso, trabalho com quem gosto. E está tudo lindo e ma-ra-vi-lho-so!", completa, com um jeito, como ela mesma definiria, entre o ying e o yang. Ou seja, entre o zen e o frenético. Sempre foi assim. Desde quando apareceu no vídeo pela primeira vez, em 1990, sacudindo os braços como integrante da primeira geração de VJs da MTV. E seguiu com esse mesmo jeito quando foi contratada pela Rede Globo, no final de 1992, para apresentar o Casseta & Planeta. Aliás, dentro do time formado também por Thunderbird, Cazé, Babi e Marcos Mion, Maria Paula foi VJ que mais deu certo. Começou como apenas um enfeite entre os rapazes do Casseta & Planeta, mas ganhou espaço. Mas nesse período houve um grave contratempo na vida pessoal. Há dois anos, grávida de dois meses do modelo Rodrigo Hilbert, Maria Paula sofreu um aborto espontâneo. Durante um bom tempo, amargou uma depressão, engordou, só saía de casa para trabalhar e o namoro com Hilbert terminou. O mau momento foi superado após um retiro espiritual de dois meses na Índia. Maria Paula voltou a sorrir, às baladas e hoje namora o músico Ari Moraes, filho de Moraes Moreira. "Apesar de achar que era tudo o que eu queria, acho que foi assim porque Deus quis. Ainda tenho mais coisa para aproveitar, muita noite para virar."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.