Marco Bechis chega a SP para 32ª Mostra de Cinema

O diretor ítalo-chileno Marco Bechis desembarca hoje em São Paulo, para a abertura, amanhã à noite, oficialmente, da 32.ª Mostra Internacional de Cinema, numa sessão para convidados de Birdwatchers - Terra Vermelha. Na sexta-feira, a mostra dá o ponto de partida para o público em geral. Birdwatchers, filme ítalo-brasileiro com participação da Gullane Filmes, trata da sempre delicada questão indígena no País, do conflito entre índios e fazendeiros que, volta e meia, ensangüenta terras demarcadas. Há um lado social muito forte e o próprio diretor explica sua origem, numa entrevista por telefone. "Quando minha família saiu do Chile, fomos morar na Argentina e, depois, no Brasil, em São Paulo. Eu era garoto e via aqueles índios na rua. Não eram muitos. Pequenos grupos. Viviam numa situação de penúria e eu não entendia quem eram aquelas pessoas." Tudo levava Marco Bechis aos kaiowaas de Birdwatchers. A própria trajetória do cineasta fez dele muitas vezes um outsider. Quando sua família se fixou na Itália, Bechis ficou na Argentina, nos anos 70. Era jovem e já estava imerso na militância política, contra a ditadura. Ele viveu depois nos EUA, antes de se fixar na Itália. Nunca deixou de carregar a América Latina no coração.Seu longa anterior, Garagem Olimpo, tratava do horror da repressão política na Argentina. "Era um universo que conhecia", conta. Sendo primeiramente interessado em política, Bechis descobriu que a arte poderia ser uma ferramenta para expressar seu protesto. Virou fotógrafo experimental e videoartista. O primeiro esboço do filme sobre as culturas indígenas no Brasil apontava não para os kaiowaas, mas para os yanomanis. Bechis chegou a percorrer parte da Amazônia em busca de locações e histórias. Suas pesquisas para Birdwatchers - o título já era este - o levaram a Mato Grosso do Sul e foi lá, com os kaiowaas que Bechis descobriu o filme que queria fazer. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.