Márcio Garcia é o novo apresentador da Record

A Record, de olho na audiência e nos lucros, a também vai investir no filão dos reality shows. O primeiro deles, Sem Saída, estréia neste domingo. Para apresentar o programa, o diretor artístico da Record, Hélio Vargas, conseguiu arrastar para o canal ninguém menos do que um dos protagonistas da última novela das oito da Globo, o ator e apresentador Márcio Garcia. "O Márcio representa o futuro e o presente do nosso trabalho e o nível de qualidade da nossa programação e do quadro de profissionais", disse Hélio durante uma coletiva realizada ontem na emissora. Entre o desligamento de Márcio da Globo e a assinatura do contrato foram sete dias. "O Hélio é o maior sedutor da emissora. O projeto me encantou e eu já estou me sentindo em casa", diz o apresentador sem citar, em momento algum, o salário estimado em R$ 120 mil mensais e possíveis projetos engatilhados com a emissora. O público que sente saudades do intérprete do michê mais querido do Brasil terá motivos para comemorar. Márcio irá aparecer diariamente no vídeo, das 21 às 22 horas, aproximadamente. Além disso, Sem Saída está programado para durar até 12 meses - tempo em que a emissora terá os direitos de exibição do programa -, dependendo da audiência do reality show. O programa gira em torno de disputas que envolvem conhecimentos gerais, fatos ocorridos dentro da casa e também conhecimentos adquiridos através de uma espécie de material didático que será fornecido ao líder do dia. Diariamente, um dos cinco participantes - o que tiver a menor pontuação - sai do loft construído nas dependências da emissora e cede seu lugar para um novo participante. Todos os participantes iniciam a competição com R$ 2 mil mas, segundo Vargas, "o céu é o limite". Outra estrela contratada pela emissora é o publicitário Roberto Justus. No comando do reality show O Aprendiz, que tem estréia prevista para o dia 2 de novembro, Justus será a versão brasileira do empresário Donald Trump. E não foi só o cabelo pomposo do publicitário que fez a emissora apostar nele como a versão brazuca do milionário americano. "O programa seria inviável sem o Justus", disse Vargas. O próprio publicitário deu outro dos motivos. "Sei que existem inúmeros empresários mais bem sucedidos do que eu, mas eles não são tão conhecidos do grande público", diz o empresário. O programa será adaptado com fidelidade do original americano, que estréia dia 18, às 21 horas, no canal a cabo People + Arts. Ao final do programa, Justus escolherá um felizardo entre os 16 participantes (com salário anual de R$ 250 mil) para trabalhar na Vivo, que, além de ser sua cliente, vai patrocinar o programa. "Mas não duvido que irei empregar alguns dos outros 15", brinca.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.