Marcelo Rezende vai para a Rede TV!

Na geladeira há quase 50 dias e quase indo para o Alasca, segundo suas próprias palavras, o jornalista Marcelo Rezende concedeu entrevista coletiva ontem para explicar sua saída da Rede Record. Ele deixou a emissora às vésperas da estréia do programa Assim É Melhor, e fechou com a Rede TV!. O contrato de sete anos, assinado ontem pela manhã, é para ancorar o Jornal da TV, que deve reestrear em 15 dias, em novo formato. Isso põe fim aos problemas judiciais que envolveram o jornalista e a Rede TV! quando ele deixou a emissora pela primeira vez, em fevereiro de 2004. A briga jurídica, agora, é com a Record. O jornalista anunciou ontem que processou a emissora, em petição protocolada na 14ª Vara Criminal da Capital. Com isso, ele evita o pagamento da multa de R$ 5 milhões e ainda reverte a situação. Se ganhar na Justiça, deve receber esse dinheiro da emissora do bispo. Rezende alega descumprimento de seu contrato, desde que o programa Cidade Alerta saiu do ar no dia 1º de junho. "Durante esse período, houve cinco propostas de programas. O último era um jornalístico na faixa das 21 horas, mas o projeto não foi para frente. Então, fiz seis horas de piloto para uma nova atração e, durante esse tempo, não vi nada de jornalismo, que é o que meu contrato previa", explicou. "Não posso jogar fora uma carreira de 30 anos fazendo programa feminino. Vocês viram a foto? Tem um cachorrinho, tens uns bonequinhos no cenário para conversar. Também não quero saber se a Vera Fischer está saindo com homem mais novo ou mais velho", debochou o jornalista. O mal-estar entre Marcelo e a direção da Record começou quando a emissora tirou do ar o Cidade Alerta, em junho. "Cheguei à emissora em uma quarta-feira para fazer o programa e me avisaram que ele não iria mais ao ar", explicou. "Alegaram problemas políticos, desde que o presidente Lula declarou que não gostava do programa. Achei que nesse horário ele estivesse trabalhando, mas ele estava assistindo ao Cidade Alerta", provocou. "Tenho amigos e respeito a Rede Record, eles estão investindo em dramaturgia, o que é ótimo para o mercado, mas não havia mais nada para mim", declarou. Na Rede TV!, Marcelo pretende ser o segundo âncora do telejornalismo brasileiro, depois de Boris Casoy. Substituindo Rita Lisauskas e Augusto Xavier, que serão remanejados para um dos outros sete jornalísticos da emissora, Rezende vai usar toda a sua verve na bancada no Jornal da TV. "Não vai ter nada revolucionário, porque a roubalheira no Brasil é sempre a mesma", disse, em relação ao formato do novo programa. A ida de Marcelo para a Rede TV!, entretanto, cria um cenário curioso para o telejornalismo. Como Boris Casoy, ele recebeu carta branca para expressar suas opiniões. Em e-mail enviado à redação, a Record declarou que o bispo e superintendente de produção, Honorilton Gonçalves, encontrou-se com Marcelo no último dia 26. De acordo com o texto, o executivo deixou o jornalista à vontade para manifestar sua opinião sobre o novo programa. E que havia a possibilidade de retomar um jornalístico nos moldes do Cidade Alerta, às 21 horas. Ainda segundo o comunicado, mesmo assim, Rezende declarou que deixaria o programa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.