Marcelo Araújo celebra valor recorde para o ProAC

Prestes a completar um ano como secretário de Estado da Cultura, Marcelo Araújo está diante da maior conquista política de sua gestão. Em cerimônia que ocorre hoje no Palácio dos Bandeirantes, o governador Geraldo Alckmin anuncia valor recorde para o ProAC - Programa de Incentivo à Ação Cultural do Estado -, criado em 2006.

AE, Agência Estado

21 Fevereiro 2013 | 09h27

A parcela do projeto financiada com recursos do ICMS já começa 2013 atingindo o teto legal de 0,2% do imposto arrecadado. "Nosso porcentual médio estava entre 80 e 90% desse teto", esclarece o secretário, que concedeu entrevista exclusiva, durante visita que à reportagem.

Outra modalidade do ProAC, que funciona via editais e utiliza recursos orçamentários, também merecerá aumento. O valor de 2012, R$ 25 milhões, deve crescer entre 10 e 20%. "O programa será nossa grande prioridade neste ano", afirmou o gestor.

Depois de comandar a Pinacoteca do Estado por uma década, Marcelo Araujo assumiu a Secretaria da Cultura em abril de 2012, substituindo Andrea Matarazzo. Para ele, o momento atual é de possibilidades, uma vez que, acredita, a cultura no Brasil não só tem sido beneficiada por revisões orçamentárias, como há uma percepção de que se trata de campo estratégico, e não mais acessório.

O secretário defende, no setor cultural, a existência de uma agenda suprapartidária. "Vejo, tanto no secretário Juca Ferreira quanto na ministra Marta Suplicy, a disposição de trabalhar por uma agenda conjunta", disse ele. "Há mais a nos unir do que a nos separar."

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Mais conteúdo sobre:
ProAC Marcelo Araújo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.