Manuscritos de Conan Doyle vão a leilão

Seis manuscritos de Arthur Conan Doyle, o criador do detetive Sherlock Holmes, vão a leilão na Christie´s em novembro. Os textos são da coleção da filha do escritor, Jean Conan Doyle, que espera arrecadar US$ 320 mil com o leilão. A intenção declarada é doar o dinheiro à caridade. Um dos manuscritos é do romance The Duet (With An Occasional Chorus), publicado em 1899. Outro é de uma reportagem e um terceiro é de The Maracot Deep, obra de ficção científica publicada em 1927. Holmes, o personagem que Doyle consagrou em aventuras policiais, não está em nenhum dos manuscritos que vão a leilão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.