MAM expõe os anos 30 e 40 de Portinari

O Museu de Arte Moderna de São Paulo se una às comemorações do centenário de nascimento de Cândido Portinari (1903-1962), que se completa em 30 de dezembro, e inaugura uma mostra focada na produção do pintor entre os anos 30 e 40. Com cerca de 30 obras, Portinari 100 anos: Alegorias do Brasil é aberta hoje para convidados, amanhã para o público, e vai até 28 de setembro.O recorte do curador Tadeu Chiarelli é antes de mais nada uma homenagem. Reúne desenhos, óleos, têmperas e gravuras em que o pintor de Brodósqui, interior de São Paulo retrata mulheres e crianças em variadas situações."A esta altura, início do século 21, deveríamos estar examinando os quadros de Candinho com interesse histórico", escreve ao Estado a presidente do MAM, Milú Vilela. "Se soubermos ouvir o grito político que as telas de Portinari emanam e trabalharmos todos pensando estrategicamente no futuro do País, talvez não precisemos esperar mais um centenário deste nosso extraordinário pintor para erradicar de vez os dramas por ele retratados com tanta sensibilidade."Portinari 100 Anos: Alegorias do Brasil. Terça, quarta e sexta, das 12 às 18 horas; quinta, das 12 às 22 horas; sábado, domingo e feriado, das 10 às 18 horas. R$ 5,00. MAM. Av. Manuel da Nóbrega, s/n.º, Parque do Ibirapuera, portão 3, tel. 5549-9688. Até 28/9.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.