MAM diz que não retém obras de Lygia Clark

O Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro divulgou nota nesta quarta-feira contestando as acusações da família da artista plástica Lygia Clark de que estaria de posse de obras e documentos dela pertencentes a seus herdeiros.Segundo o filho da artista, Álvaro Edwards Clark, que há um ano fundou uma associação sem fins lucrativos para preservar seu acervo, o MAM se recusa a devolver a parte que está em seu poder e sequer informa corretamente quais são os documentos.A instituição garante ter provas que refutam essas acusações e de que as obras de Lygia Clark em seu poder pertencem à coleção Gilberto Chateaubriand e à do museu, tendo sido doados por terceiros. Segundo a nota, serão tomadas medidas legais para resolver a questão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.