Malu Mader imita personagem e reclama de fofocas

Malu Mader é a estrela da vez. De volta em grande estilo, ela não dá conta dos pedidos de entrevistas e fotos. Assim como sua personagem em Celebridade, Malu se irrita justamente com a atitude de revistas que, a seu ver, atribuem a ela frases com a intenção de ridicularizá-la. Nesta entrevista, Malu fala das semelhanças e diferenças entre ela e Maria Clara Diniz, a celebridade da faixa nobre da Globo. Você esteve longe da TV por anos. A vida fica mais confortável quando se está fora do ar? Malu Mader - Muito, mesmo porque eu tenho um certo carinho pela vida real, embora tenha desejado ser reconhecida, querida pelo público. É que a repercussão de novela é muito grande. Fiz trabalhos e participações especiais - Labirinto, A Justiceira, Vida Como Ela É, Comédia da Vida Privada, Brava Gente, Mulher, Os Normais - e as pessoas me perguntavam: "Quando você vai voltar a trabalhar na TV?" Só consegui medir a importância da novela quando parei de fazer. Qual a semelhança entre Maria Clara Diniz e Malu Mader? Temos o mesmo ritmo de vida, ela é centralizadora como eu, um pouquinho autoritária, pois gosta de estar no comando. Mas ela tem uma realidade oposta à minha em termos de felicidade familiar. É muito mal cercada por uma família parasita e interesseira. Eu sou privilegiada nesse ponto, pois tenho uma relação muito especial com minha família. Sempre quis desenvolver relações de afeto verdadeiras, estou com Tony (Belloto, dos Titãs) há 15 anos, Tânia, a babá dos meus filhos, está comigo há 20, e a maior parte dos meus colegas de elenco são meus amigos há quase 20 anos. Eu gosto do que permanece, do que vence o tempo. Quando você volta à TV, todas as revistas querem fazer capa, jornais e emissoras a assediam. Como se sente? O assédio é grande porque hoje existem muitas revistas e programas sobre o mundo das celebridades. Mas não acontece só comigo, é com todo mundo que faz novela. O que me irrita é quando essas revistas me atribuem frases que eu não disse com a clara intenção de me ridicularizar, porque eu não topo falar com elas. Agora mesmo uma publicou o seguinte: "Eu sou rica e tenho um affair". Eu nunca diria uma coisa idiota dessas porque não me considero rica e, se fosse, não diria isso. Não tenho affair, tenho um casamento de 15 anos. O mais grave é que coisas como essa são reproduzidas por outros veículos de comunicação. Uma outra escreveu que eu estava grávida, por causa disso perdi um contrato de publicidade importante.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.