Mais uma Helena de Manoel Carlos

Em Mulheres Apaixonadas, que vai ao ar dia 17, Manoel Carlos apresenta mais uma de suas Helenas. "É a sexta vez que utilizo o mesmo nome para a protagonista das 20h", disse o autor ontem durante a coletiva de lançamento da novela, no Rio. "Só que essa terá nariz empinado." Para viver uma Helena arrojada e moderna, Maneco e o diretor Ricardo Waddington escalaram Cristiani Torloni. "Ela rompe um longo casamento com Téo (Tony Ramos) e assume sua paixão por César (José Mayer)", conta a atriz. "Espero que as mulheres maduras reflitam sobre a coragem de trocar uma vida cômoda por uma apaixonada". É a quinta parceria entre Maneco e Waddington, que também produziram Por Amor, História de Amor e Laços de Família. Em Mulheres, temas apreciados pela dupla, como o cotidiano da classe média carioca, estão de volta. Assim como o merchandising social. Depois de discutir a doação de órgãos em Laços de Família, o autor decidiu falar sobre os conflitos vividos pela terceira idade, por meio dos personagens Flora (Carmem Silva) e Leopoldo (Louzadinha). "Escolhi atores que ajudaram a escrever a história da tevê brasileira para mostrar como os idosos são valiosos, embora pouco valorizados", diz. Atores afastados das telinhas há anos também estão no elenco, como Nathália do Vale e Giulia Gam. "É como se eu estivesse começando agora", diz Giulia. Paixões de todos os tipos: calmas, platônicas, doentias e tumultuadas permeiam a história. A mais polêmica fica por conta da relação entre a professora Raquel (Helena Ranaldi) e seu aluno Pedro, interpretado pelo estreante Pedro Furtado. Não menos conturbado será o amor platônico de Estela (Lavínia Vlasak) pelo padre Pedro, vivido pelo italiano Nicola Siri. Com um elenco que reúne veteranos como Cláudio Marzo (Rafael) e Suzana Vieira (Lorena) e jovens talentos como Rodrigo Santoro (Diogo), Carolina Dieckman (Edwiges) e Marcelo Antony (Sérgio), Maneco diz que vai montar um painel de mulheres com perfis bem diferentes. "Só que todas são muito reais e poderiam até estar pelas praias e ruas do Leblon, por onde andei me inspirando."

Agencia Estado,

04 de fevereiro de 2003 | 12h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.