Isac Nobrega/PR
Isac Nobrega/PR

Mais de 500 artistas assinam nota de repúdio às declarações de Regina Duarte

O documento contou com nomes da música, do cinema, do teatro e da literatura, como Chico Buarque, Marco Nanini, Rita Lee, Denise Fraga, Caetano Veloso e Fernando Meirelles

Marina Vaz, O Estado de S.Paulo

10 de maio de 2020 | 15h02

Um grupo de artistas, intelectuais e produtores culturais divulgou carta em reação às declarações da atual secretária especial da Cultura Regina Duarte durante entrevista à CNN Brasil, ocorrida na última quinta-feira, dia 7, afirmando que "não aceita os ataques reiterados à arte, à ciência e à imprensa, e que não admite a destruição do setor cultural ou qualquer ameaça à liberdade de expressão". 

O grupo inclui consagrados nomes ligados à música, ao cinema, ao teatro e à literatura. Entre eles, estão: Chico Buarque, Marco Nanini, Laís Bodanzky, Caetano Veloso, Denise Fraga, Luiz Fernando Veríssimo, Emicida, Celso Frateschi, Andrea Beltrão, Camila Pitanga, Adriana Esteves, Fernando Meirelles, Marieta Severo, Ignácio de Loyola Brandão, Zé Celso Martinez Corrêa, Marcelo Serrado, Maria Adelaide Amaral, Marília Gabriela, Marina Lima, Miguel Falabella e Rita Lee. 

No documento, datado de 8 de maio, o grupo se apresenta como "artistas brasileiros" que fazem parte "da maioria de cidadãs e cidadãos que defende a democracia e apoia a independência das instituições para fazer valer a Constituição de 1988" e que "não tolera os crimes cometidos por qualquer governo, que repudia a corrupção e a tortura e que não deseja a volta da ditadura militar". 

Eles também pedem "respeito aos mortos e àqueles que lutam pela própria sobrevivência no país devastado pela pandemia e pela nefasta ineficiência do poder público". 

A carta é encerrada afirmando que o grupo "repudia as palavras e as atitudes de Regina Duarte" e que "ela não nos representa". 

Confira, a seguir, a nota completa, assinada pelos mais de 500 artistas:

"Brasil, 08 de maio de 2020

Somos artistas brasileiros e fazemos parte da maioria de cidadãs e cidadãos que defende a democracia e apoia a independência das instituições para fazer valer a Constituição de 1988.

Fazemos parte da maioria que entende a gravidade do momento que estamos vivendo e pedimos respeito aos mortos e àqueles que lutam pela própria sobrevivência no país devastado pela pandemia e pela nefasta ineficiência do poder público.

Fazemos parte da maioria de brasileiros que não tolera os crimes cometidos por qualquer governo, que repudia a corrupção e a tortura e que não deseja a volta da ditadura militar.

Fazemos parte da maioria que não aceita os ataques reiterados à arte, à ciência e à imprensa, e que não admite a destruição do setor cultural ou qualquer ameaça à liberdade de expressão.

Como artistas, intelectuais e produtores culturais, formamos a maioria que repudia as palavras e as atitudes de Regina Duarte como Secretária de Cultura. Ela não nos representa."

Tudo o que sabemos sobre:
culturaRegina Duarte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.