Maior prêmio em língua espanhola será entregue nesta quarta-feira

Chileno Nicanor Parra é o único latino entre os candidatos ao prêmio de literatura Cervantes

EFE

24 de novembro de 2010 | 10h59

A escritora espanhola Ana María Matute, candidata ao Prêmio Cervantes em várias ocasiões, é a favorita para vencer a principal láurea da literatura em língua espanhola, que será entregue nesta quarta-feira.

 

Disputam o prêmio ainda os espanhóis Juan Goytisolo, Arturo Pérez-Reverte e Caballero Bonald e o chileno Nicanor Parra.

 

A ministra de Cultura espanhola, Ángeles González-Sinde, será a encarregada de anunciar a decisão da premiação, dotada de 125 mil euros.

 

O prêmio foi criado em 1975 pelo Ministério de Cultura para reconhecer a figura de um escritor que, com o conjunto de sua obra, tenha contribuído para enriquecer o legado literário hispânico.

 

Habitualmente se respeita o costume, não definido nas regras, de alternar o vencedor entre um espanhol e um falante do idioma natural de outro país.

 

Como em 2009 foi agraciado o mexicano José Emilio Pacheco, este ano o prêmio deverá ficar com um espanhol.

 

Se a favorita Ana María Matute vencer, será apenas a terceira mulher reconhecida. As outras duas foram a espanhola María Zambrano e a cubana Dulce María Loynaz.

 

A composição do júri do prêmio Cervantes, de 11 membros, se mantém sempre em segredo até o dia do anúncio da decisão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.