"Maias" chega ao exterior pela metade

A versão internacional da minissérie Os Maias terá apenas a metade dos capítulos que foram exibidos no Brasil. Depois de ter enfrentado tantos problemas de atraso na edição e baixa audiência, a trama de Eça de Queirós adaptada por Maria Adelaide Amaral será oferecida ao mercado externo na MipCom (Cannes), em outubro. "Será uma versão mais compacta, de 20 capítulos, mais ou menos a metade do que foi exibido aqui", diz o diretor de Vendas Internacionais da Globo, Carlos Alberto Simonetti. Segundo ele, a nova edição está sendo acompanhada pela própria autora e muito aguardada pelos portugueses (da SIC, co-produtora, que preferiu não exibir a trama como foi ao ar no Brasil). "Eles ainda não definiram quando será a exibição de Os Maias em Portugal, estão esperando essa nova edição", conta Simonetti, que acredita poder oferecer uma versão "mais interessante" a seus clientes internacionais. Outro trunfo da emissora carioca na MipCom será o carnaval. "Ofereceremos o evento à TV paga e portais da Internet fora do Brasil." Segundo ele, a americana Telemundo já está interessada em mandar sua equipe ao Brasil para registrar a festa ao vivo. "Um evento ao vivo é mais difícil de negociar por causa do fuso horário, mas teremos pacotes com os melhores momentos ou making of", conta Simonetti. Os Maias, as novidades a serem oferecidas na feira serão Porto dos Milagres, Um Anjo Caiu do Céu e Malhação. "Pretendemos fazer uma grande promoção para o lançamento internacional de Malhação. O produto melhorou bastante", avalia Simonetti.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.