Maestro Tugan Sokhiev se apresenta na Sala São Paulo

A certa altura, o piano deixou de ser suficiente para Tugan Sokhiev. E, aos 15 anos, ele tomou uma decisão - seria maestro. "A riqueza sonora da orquestra me fascinou de tal forma que me limitar a um só instrumento parecia pouco", conta. Nascido na Ossétia do Norte, ele, hoje com 33 anos, é um dos mais celebrados regentes da nova geração.

AE, Agência Estado

15 de maio de 2012 | 10h48

Desde 2005, Sokhiev está à frente da Orquestra Nacional do Capitólio de Toulouse, com quem se apresenta nesta terça e quarta na Sala São Paulo, pela temporada da Sociedade de Cultura Artística; e, em setembro, assume o posto de diretor artístico e regente titular da Sinfônica Alemã de Berlim que, coincidentemente, também está no Brasil, fazendo concertos na Sala São Paulo, sob a regência de Vladimir Ashkenazy.

Nesta terça, Sokhiev rege Debussy ("L?Après-midi d?Un Faune"), Ravel ("Concerto em Sol", com solos de Bertrand Chamayou) e Berlioz ("Sinfonia Fantástica"); na quarta, interpreta Mussorgsky ("Abertura de Kovantchina" e "Quadros de Uma Exposição") e Listz ("Concerto n.º 1", novamente com Chamayou). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

ORCHESTRE DU CAPITOLE DE TOULOUSE

Sala São Paulo (Praça Júlio Prestes, 16). Tel. (011) 3223-0327. Terça e quarta, às 21 h. R$ 100/ R$ 300.

Tudo o que sabemos sobre:
músicaconcertos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.