Madonna pode visitar projeto social em favela do Rio

Convite foi feito pelo governador Sérgio Cabral que assistirá ao show no domingo, na tribuna de honra

AE, Agencia Estado

12 de dezembro de 2008 | 09h54

A espera por Madonna termina hoje. A rainha do pop desembarca no Aeroporto Antonio Carlos Jobim, no Rio, de jatinho particular acompanhada dos três filhos e segue para o Copacabana Palace, provavelmente de helicóptero. Nos cinco dias em que ficar na cidade, Madonna pode visitar um projeto social em uma favela do Rio. O convite foi feito pelo governador Sérgio Cabral, que assistirá ao show no domingo na tribuna de honra com amigos, como os governadores Aécio Neves e Paulo Hartung. "Sou fã da Madonna. Assisti ao show dela no Maracanã há 15 anos. Depois, fui a outros, em Los Angeles e em Nova York", disse ontem.Segundo a assessoria do governador, Madonna ainda não confirmou a visita ao projeto, mas se mostrou interessada. Cabral também sugeriu que ela sobrevoasse a cidade de helicóptero e fosse até Angra. Os dois vão se encontrar no domingo.Ontem, cem pessoas trabalhavam na montagem do palco no Maracanã. O gramado foi coberto com blocos de borracha. Três guindastes estão sendo usados para erguer a estrutura do palco com 83 metros de largura e 42 metros de profundidade. Uma passarela de 17 metros liga o palco principal a outro mais avançado. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
músicaMadonnaRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.