Madonna leiloa 'show particular' por R$ 925,1 mil em Cannes

Maior lote do evento acabou sendo para um Porsche 911 de 1976 restaurado que saiu por 500 mil euros

Mike Collett-White, da Reuters,

23 de maio de 2008 | 13h56

A cantora Madonna leiloou na quinta-feira, 22, em um jantar cheio de estrelas mundiais, um "show particular", arrecadando 350 mil euros (US$ 560 mil ou aproximadamente R$ 925,1 mil) para o grupo de combate à Aids amfAR.     Veja também: Acompanhe a cobertura no blog do Merten   Teste seus conhecimentos sobre o Festival de Cannes  'Il Divo', uma coreografia dos bastidores da política italiana Madonna e Sharon Stone fazem leilão beneficente em Cannes O maior lote dessa noite marcada por somas vultosas acabou sendo um Porsche 911 de 1976 restaurado que saiu por 500 mil euros depois de o rapper Sean "Diddy" Combs ter parado de dar lances nos 450 mil euros. Um celular da Christian Dior cravejado de diamantes atingiu a marca de 120 mil euros. O evento anual de gala chamado Cinema contra a Aids, e comandado por Sharon Stone, é um dos mais badalados do Festival de Cannes, e centenas de convidados viajam até Mougins, perto dali, para participar do jantar e do leilão realizados dentro de uma imensa tenda. Na quinta, um grande número de ricos e famosos atravessou esse concorrido tapete vermelho. Entre os quais Madonna, Combs e Sharon, além do ator Dennis Hoper, do empresário do mundo do cinema Harvey Weinstein e da atriz Natalie Portman. "Espero que todos nós saiamos daqui um pouco mais pobres", disse o presidente da amfAR, Kenneth Cole, em seu discurso de abertura. Não havia motivos para duvidar disso. As cadeiras mais baratas saíram por US$ 4 mil, ao passo que as mais caras, perto do palco, por 15 mil. A arrecadação total da noite ultrapassou os US$ 10 milhões. Sharon, que tendo acabado de completar 50 anos chamou o evento de seu "aniversário amfAR", exibiu vídeos dela viajando pelo mundo a fim de angariar fundos para grupos de caridade. Já Madonna, de 49 anos, encontrava-se em Cannes para divulgar seu documentário sobre as crianças órfãs do Malauí. Em algo que os meios de comunicação presentes no local apelidaram de "a batalha das loiras", as duas dividiram o palco e trocaram farpas em tom de piada. "Eu não digo isso a respeito de muitas pessoas, mas você é de matar", disse Madonna. A respeito de Weinstein, que também apresentou o evento, a cantora descreveu-o como "possivelmente um dos seres humanos, eu não diria mais irritantes, mas mais determinados que conheço."

Tudo o que sabemos sobre:
MadonnaFestival de Cannes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.