Madonna ficará feliz em ser 'cobaia' em processo de adoção

A cantora Madonna disse na quinta-feiraque fica feliz em ser "cobaia" num processo que, ela espera,poderá facilitar as adoções de crianças do Malauí, onde aepidemia de Aids deixou mais de 1 milhão de órfãos. A Alta Corte do país do sul da África está analisando seMadonna poderá adotar um bebê malauiano. Um relatório da Comissão de Direitos Humanos do Malauídisse que a adoção seria ilegal porque não obedece asconvenções internacionais e os procedimentos previstos pelasleis nacionais. Madonna, que está apresentando no festival de cinema deCannes um documentário sobre a situação das crianças do Malauí,disse que não tem sido fácil enfrentar a polêmica mas que ficasatisfeita em participar de um processo que pode facilitar aadoção de mais crianças. "Esperamos que, depois de passarmos por essa adoção, ficarámais fácil para outras pessoas adotarem. Fico satisfeita em sera cobaia", disse ela. O documentário de Madonna, "I Am Because We Are", conta ahistória de seus esforços para adotar David, menino cuja mãemorreu no parto no Malauí. Ela iniciou os procedimentos de adoção de David em 2006, edesde então o menino vive com ela e seu marido, o cineasta GuyRitchie, na casa do casal em Londres. David está com Madonna e Ritchie desde os 13 meses deidade. Seu pai, que aprova a adoção, o colocara num orfanatoapós a morte da esposa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.