Madonna e Gucci geram polêmica em evento de ajuda a órfãos

A popstar Madonna foi anfitriã de um evento repleto de celebridades promovido na quarta-feira no gramado da sede da ONU em benefício dos órfãos do Malauí e do Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância). A cantora também causou polêmica ao inaugurar uma nova loja Gucci. Os atores Tom Cruise, Katie Holmes, Demi Moore, Ashton Kutcher, Drew Barrymore, Gwyneth Paltrow e Jennifer Lopez, esta grávida, estiveram entre os muitos astros e estrelas de um jantar que, segundo o executivo-chefe da Gucci, Mark Lee, já levantou 3,7 milhões de dólares. Mas críticos fizeram objeções ao uso da sede da Organização das Nações Unidas (ONU) para divulgar a abertura de uma loja Gucci e levantaram preocupações sobre ligações entre a organização beneficente de Madonna, Raising Malawi, e The Kabbalah Centre, entidade dedicada a uma forma mística de judaísmo da qual a popstar é devota. Formuladas principalmente por blogueiros, as acusações parecem derivar do fato de que o fundador da Raising Malawi, Michal Berg, é também co-diretor do Kabbalah Centre. "Não dou atenção a isso", disse Madonna à Reuters. "Fico grato pelo fato de a Gucci ter financiado este evento. Isso é tudo o que importa para mim: a generosidade dela. Sempre há controvérsia em torno de tudo que envolve transformações", disse. "Quero colocar a Raising Malawi no mapa. Quero credibilidade como organização filantrópica. Quero inspirar pessoas. Não quero que elas apenas me dêem um cheque: quero que me dêem um pedaço de seu coração." Philipe van den Bossche, diretor-executivo da Raising Malawi, disse que "é absolutamente inverídico" que qualquer dinheiro levantado beneficiaria o Kabbalah Centre. Ele disse que a organização é registrada, sem fins lucrativos e não sectária, tendo por objetivo dar apoio a órfãos e crianças vulneráveis no Malauí. Uma tenda enorme foi montada no gramado da ONU para o evento, e a segurança foi reforçada. Alicia Keys, Timbaland e Rihanna fariam uma apresentação, e o comediante Chris Rock iria leiloar eventos com celebridades, como uma aula de aeróbica com Madonna e um treino de beisebol com Alex Rodriguez, dos Yankees. Apesar de ter anunciado o evento de levantamento de fundos em novembro como comemoração da abertura de uma nova loja Gucci em Nova York, Lee disse na quarta-feira que "é coincidência estarmos por aqui e inaugurarmos uma loja importante na sexta-feira". "O evento desta noite diz respeito às organizações beneficentes e o dinheiro que estamos levantando", afirmou ele à Reuters, enquanto a diretora criativa da Gucci, Frida Giannini, disse que o jantar era simplesmente "um evento para levantar fundos acrescido de glamour".

MICHELLE NICHOLS, REUTERS

07 Fevereiro 2008 | 12h58

Mais conteúdo sobre:
GENTE MADONNA GUCCI MALAUÍ

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.