Luma entra com representação contra bombeiro

A modelo Luma de Oliveira dá entrada hoje a uma representação no Corpo de Bombeiros do Rio contra o capitão José Albucacys de Castro Jr., segundo reporta o colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo. Conforme o advogado de Luma, Michel Assef, o bombeiro apontado como pivô de sua separação do empresário Eike Batista "agiu todo tempo de má fé". A modelo quer o enquadramento do oficial no código de honra da corporação por ter insinuado que os dois mantiveram um caso.Albucacys foi o astro do calendário da corporação, que teve Luma como madrinha. Mensagens trocadas entre os dois, a partir de dezembro, foram divulgadas pela revista Veja. Em uma dela, a modelo dizia que Albucacys "foi a melhor coisa que aconteceu" em sua vida naquele ano. Em outra, ela teria orientado o capitão sobre o que fazer caso fosse assediado por jornalistas. À revista, Michel Assef então negou o caso: "Isso tudo é mentira. Ela não tem o telefone desse sujeito. Ela nem sabe passar mensagens pelo celular".Passada a crise, Luma e Eike chegaram aos termos da separação. Conforme o acordo, amigável, Luma ficará com a guarda dos filhos Thor, de 11, e Olin, de 7 anos e vai continuar morando na mansão do Jardim Botânico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.