Lula e José Serra lamentam morte de cartunista Glauco

Presidente diz que morte foi 'tremenda' perda; governador de SP elogia 'leveza e humor' do profissional

Rosana de Cassia, Agência Estado

12 de março de 2010 | 13h51

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva lamentou há pouco, por meio de nota, a morte do cartunista Glauco e do filho dele, Raoni, ocorrida nesta madrugada, em São Paulo. Para o presidente, a morte do cartunista foi uma "tremenda" perda.

 

Veja também:

linkAssassino do cartunista Glauco é conhecido da família, segundo polícia

link Colegas do cartunista lamentam a morte de Glauco

link Conheça a obra do cartunista no site oficial

mais imagens Veja a galeria de fotos de Glauco

blog DANIEL PIZA: Uma lágrima para Glauco

 

"Glauco foi um grande cronista da sociedade brasileira, entendia os usos e costumes da nossa gente e expressava isso com inteligência e humor", afirmou o presidente.

 

José Serra

 

O governador de São Paulo também divulgou uma nota lamentando a morte precoce e se referindo ao cartunista como um "crítico dos usos e costumes". Para Serra, Glauco era "dono de um traço caligráfico e criou toda uma galeria de personagens, alguns tão familiares que são hoje parte do nosso cotidiano nas "tirinhas" dos jornais. Era um crítico dos usos e costumes do nosso país sem perder a leveza e o humor tão brasileiro de seu desenho", analisou o governador paulistano, expressando suas condolências à família, amigos e fãs.

 

 

 

Texto atualizado às 15h50.

Tudo o que sabemos sobre:
Glauco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.