Luciana faz acordo com Mick Jagger

O Tribunal Familiar de Manhattan aprovou hoje um acordo financeiro envolvendo a modelo brasileira Luciana Gimenez e o vocalista dos Rolling Stones, Mick Jagger. Depois de 20 meses de litígio jurídico, a modelo conseguiu o que almejava. Os valores do acordo não foram divulgados, mas levando-se em consideração o que disseram os advogados envolvidos no caso, Jagger irá pagar caro para sustentar o filho que teve com Luciana. A pensão de Lucas Maurice Morad Jagger, nascido em 18 de maio de 1999, deve a chegar a US$ 35 mil e será mantida até o menino completar 21 anos.Raoul Felder, advogado da modelo, pediu a David Kirshblum, funcionário do tribunal, que impedisse o acesso da imprensa aos valores finais do contrato. Felder recordou Kirshblum que Luciana é brasileira e que no Brasil o risco de seqüestro é grande. O funcionário então respondeu: "Com essas cifras o menino está realmente em perigo."Luciana se apresentou ao tribunal, mas Jagger, de 57 anos, falou apenas por telefone. Disse que seu nome completo é Michael Phillip Jagger e que sua residência oficial localiza-se na ilha caribenha de Mustique, em San Vicente. A modelo, que recentemente foi cotada para apresentar o programa de clipes Interligado, da Rede TV, disse estar aliviada. "Penso que fiz o correto para meu filho.", afirmou. "Fiz o melhor que pude, tanto do ponto de vista monetário quanto emocional." No ano passado, Jagger, que é também pai de Karis, de 28 anos, Jade, de 26 anos, e de outros quatro filhos com a modelo norte-americana Jerry Hall, assumiu a paternidade de Lucas. No entanto, o músico vacilou em pagar os US$ 35 mil mensais de pensão, valor que exigia Luciana, e em divulgar o total de seus bens.

Agencia Estado,

06 de fevereiro de 2001 | 18h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.