Luana: "nem propaganda de cerveja eu faço"

Na última segunda, Luana Piovani sentou no sofá de Hebe Camargo para falar sobre trabalho. Chegou sorridente, metida em um comportado vestido rosa: alguém aí teria coragem de chamar aquela recatada dama, com borboletas no cabelo, de drogada? No pescoço, ela trazia o toque de ousadia: um pingente com o tradicional símbolo hippie.Hebe até tentou evitar o assunto drogas. Falou sobre a peça Alice no País das Maravilhas, perguntou sobre planos profissionais e elogiou a beleza da moça. Ratinho interrompeu o papo para pedir aos telespectadores que votassem no programa da Xuxa para campeão da baixaria na TV. Luana não se conteve: "Fica brincando... Amanhã, isso vai estar na capa do jornal. Não se pode bobear com essa imprensa", cutucou.Era a deixa que Hebe precisava para discutir a declaração polêmica feita pela atriz na semana passada. "Olha, se não quiser falar sobre maconha, tudo bem, tá?", disse a loira. Luana respondeu com uma frase que aprendeu com o ex-namorado Marcos Palmeira. "Fácil falar de mim, difícil é ser eu", disparou. E garantiu que nunca faria apologia de produtos ilícitos. "Nem propaganda de cerveja eu faço". Hebe devolveu: "Eu também não faço propaganda, eu bebo!"Mesmo indignada com a repercussão do caso, Luana não negou a confissão que fez ao jornal O Tempo. "Não me arrependo do que disse, mas não vou deixar que alguém se aproveite de uma matéria maldosa para se fazer em cima do meu nome."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.