Loteria da Cultura começa a ser vendida em janeiro

Até o fim do mês, as agências lotéricas do Estado vão começar a vender a Loteria da Cultura. O convênio para a venda dos bilhetes foi assinado ontem entre a secretária estadual da Cultura, Claudia Costin, e o presidente da Caixa Econômica Federal, Jorge Mattoso.A loteria foi lançada pelo governo estadual no ano passado, para arrecadar dinheiro para o desenvolvimento de projetos culturais. Trata-se de um jogo instantâneo - tipo "raspadinha" -, que custa R$ 1,00 e oferece prêmios de até R$ 50 mil. Do total dos recursos arrecadados, 25% vão para projetos culturais. Segundo a secretária da Cultura, a expectativa é de que cerca de R$ 10 milhões sejam repassados à secretaria por ano com a loteria, que já é vendida em teatros, museus e eventos da secretaria.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.