Marcos de Paula/Estadão
Marcos de Paula/Estadão

Lotar Morumbi por 2 dias será teste de fogo para Madonna

Uma dica seria atrasar menos o show e a abertura tem de ser mais entusiasmante

Jotabê Medeiros - O Estado de S.Paulo,

04 de dezembro de 2012 | 02h11

VIPs globais a rodo com sala de espera no Copacabana Palace. Aviõezinhos com faixas "We love Madonna". A cantora não queria enfrentar um fiasco no Brasil e uma tropa de choque foi acionada para que o público no Parque dos Atletas superasse as 60 mil pessoas (67 mil, no final) e, especialmente, a sua rival, Lady Gaga (40 mil no mesmo local).

O teste de fogo será encher dois Morumbis nesta terça-feira, 04, e amanhã em São Paulo. Uma dica seria atrasar menos o show e a abertura tem de ser mais entusiasmante.

No Rio, a dupla Felguk se esforçou, mas apela muito a clichês de pista. Gui Boratto deve dar um upgrade nisso (é ele que abre aqui). "Todo mundo aqui é brasileiro? 100% brasileiro?", indagou Madonna para o público. Ora, esperava mexicanos?

Se é para superar Gaga, melhor fazer aulas de improvisação antes de subir ao palco, porque tava pegando mal. Não se fala espanhol no Brasil, para começar.

Segundo, Madonna fica melhor quando é sarcástica, pode fazer piada que brasileiro adora, em vez de discurso messiânico o tempo todo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.