Lorena estréia no "Multishow" em dose dupla

Depois de sete anos à frente do Metrópolis (Cultura), Lorena Calábria deixa a tevê aberta para se dedicar a dois novos programas no Multishow ( Net e Sky). Ela apresentará Bate-Papo Digital e Ensaio Geral", novas apostas do canal de entretenimento que estreiam neste mês de junho."Foi uma decisão minha sair da Cultura. Achava que já estava há muito tempo fazendo o mesmo trabalho. Como estava de ´namoro´ com o ´Multishow´, acabei aceitando a proposta", explica Lorena. Ao lado de Wilson Cunha, diretor do canal, e de Antônio Carlos Rebesco, diretor geral dos programas, ela comemora a nova fase. "Acho um grande incentivo trabalhar com pessoas que acreditam em você, mas ao tempo te cobram."Bate-Papo Digital, que será exibido segundas-feiras às 23h, estréia amanhã. "Queria fazer um programa de entrevistas diferente, e que não fosse pautado pela agenda do artista. A idéia é mostrar referências e influências do que ele está fazendo no momento", explica ela.Com a ajuda de um computador, ela e o entrevistado participam de chat, via Internet, respondendo às questões enviadas pelos internautas que acessarem a página do canal (www.multishow.com.br). "Os convidados serão anunciados no site com alguns dias de antecedência. Por enquanto não há como ver a entrevista, mas estamos atrás de uma boa câmera, para que não haja atraso de imagem e som", explica Alexandre Bragantin, da área da informática da Globosat. Além da gravação do bate-papo via internet, o programa também mostrará uma entrevista feita pela própria Lorena, exibindo os melhores momentos de cada encontro. "O primeiro a gravar conosco foi o Antônio Fagundes. Ele nunca tinha entrado num chat, e pelo jeito, gostou da idéia, pois ficou surpreso com o resultado", conta a apresentadora e jornalista. "Será um programa de entrevistas com apelo para era digital."Para Cunha, o chat é a base da entrevista. "A pauta deixa de ser feita pela equipe do programa e passa a ser elaborada pelos internautas do site Multishow. Na Internet as respostas precisam ser rápidas e curtas. As mesmas podem ser melhor esclarecidas durante a entrevista", diz. "Por exemplo, durante o chat, o Fagundes foi questionado sobre política, mas preferiu não se pronunciar a respeito. Já durante a entrevista ele falou sobre o atual governo. O mesmo se aplica à questão da gravação do CD com músicas de João Pacífico. Na Internet, queriam saber se ele deseja se tornar um cantor, e na entrevista ele conta como surgiu a oportunidade de fazer esse trabalho", conta Lorena.A estréia trará o making of do programa, seguida por entrevistas com Antônio Fagundes, Arnaldo Antunes e Paulo Autran, fechando o mês de junho. "Primeiro queremos apresentar ao nosso assinante a estrutura e o funcionamento do programa", explica o diretor geral. Ensaio Geral: "Um programa de música brasileira com um tom mais jornalístico, com muita informação e notícia". É assim que Lorena define Ensaio Geral, seu segundo "filho" no "Multishow", que irá ao ar no dia 28 de junho, às 21h30. "A idéia é fazer uma revista musical com um jornalismo de entrevista. Queremos colocar no ar tudo que esteja acontecendo na música brasileira", afirma Cunha. Por meio de quadros, videoclipes e imagens de arquivos, o programa também promete mostrar o que estão fazendo cantores e bandas na época em que não se encontram na mídia, ou seja, durante o lançamento de novos trabalhos. "Queremos descobrir um lado do artista que às vezes ele não mostra, e de uma forma que não esteja ligada a coletivas de imprensa, lançamento de discos", afirma Lorena. Entre os quadros do novo programa estão Brasil com Z (sobre notícias sobre música brasileira), Perdidos no Espaço ( resgate de músicas e artistas que sumiram de cena ou já morreram), Nas Lojas (últimos lançamento de álbuns nacionais), Na Trilha (produção da trilha sonora de um filme, comercial ou programa de tevê), entre outros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.