'Lixo Extraordinário' vai representar o Brasil no Oscar

O Brasil será representado no Oscar. O documentário "Lixo Extraordinário", uma codireção da inglesa Lucy Walker com os brasileiros João Jardim e Karen Harley, foi quase todo filmado no Brasil e mostra o trabalho do artista plástico Vik Muniz no maior lixão da América Latina, em Gramacho, no Rio de Janeiro. A cerimônia de premiação da 83ª edição do Oscar acontece no dia 27 de fevereiro, no Kodak Theatre, em Los Angeles.

AE, Agência Estado

26 de janeiro de 2011 | 08h56

Apesar da Academia de Artes e Ciências de Hollywood, que anunciou ontem todos os indicados ao prêmio não considerar o documentário uma produção brasileira, todos os personagens que lá aparecem são brasileiros e as mazelas também são bem nacionais. Mostrar como o Brasil lida com o problema do lixo talvez represente melhor a realidade do País do que um filme ufanista sobre o presidente Lula, como foi feito em "Lula, Filho do Brasil", de Fábio Barreto, que não foi indicado. Infelizmente, as chances do Brasil levar o prêmio se enfraquecem diante do favorito a melhor documentário, "Exit Throught The Gift Shop", sobre grafiteiros. O filme é vencedor de 18 prêmios internacionais, inclusive em Cannes.

O destaque desta edição, sem dúvida, será o longa "O Discurso do Rei", com o maior número de nomeações, 12 no total. Entre elas para melhor produção, ator (Colin Firth) e ator coadjuvante (Geoffrey Rush). Em seguida, vem o longa "Bravura Indômita", dos irmãos Coen, com dez indicações. "A Rede Social", "A Origem" e "Toy Story 3" também são apostas de títulos que poderão levar a estatueta. Mas, diferentemente do que ocorreu no Globo de Ouro, "A Rede Social" não é a principal atração do Oscar. Já o longa de Christopher Nolan, "A Origem", muito bem falado pela crítica e público, parece que também não empolgou os jurados da Academia. Nolan, inclusive, não foi nem indicado ao prêmio de Melhor Diretor.

Na categoria de Melhor Filme Estrangeiro, os destaques são "Biutiful", do mexicano Alejandro González Iñárritu, e o holandês "Em Um Mundo Melhor", de Susanne Bier, que levou o Globo de Ouro deste ano. Javier Bardem, estrela de "Biutiful", também foi indicado na categoria de Melhor Ator. "Cisne Negro", "O Vencedor" e "127 Horas", embora tenham recebidos poucas indicações, figuram entre os destaques da noite. A safra de filmes indicados neste ano traz muitos títulos elogiados pela crítica e público. Resta saber se a premiação fará justiça com os melhores. As informações são do Jornal da Tarde.

Confira a lista de indicados:

Melhor Filme

"A Rede Social"

"O Discurso do Rei"

"Cisne Negro"

"O Vencedor"

"A Origem"

"Toy Story 3"

"Bravura Indômita"

"Minhas Mães e Meu Pai"

"127 Horas"

"Inverno da Alma"

Melhor diretor

Darren Aronofsky ("Cisne Negro")

David Fincher ("A Rede Social")

Tom Hooper ("O discurso do Rei")

David O. Russell ("O Vencedor")

Joel Coen e Ethan Coen ("Bravura Indômita")

Melhor ator

Jesse Eisenberg ("A Rede Social")

Colin Firth ("O Discurso do Rei")

James Franco ("127 Horas")

Jeff Bridges ("Bravura Indômita")

Javier Bardem ("Biutiful")

Melhor ator coadjuvante

Christian Bale("O Vencedor")

John Hawkes ("Inverno da Alma")

Jeremy Renner ("Atração Perigosa")

Mark Ruffalo ("Minhas Mães e Meu Pai")

Geoffrey Rush ("O Discurso do Rei")

Melhor atriz

Annette Bening ("Minhas Mães e Meu Pai")

Nicole Kidman ("Reencontrando a Felicidade")

Michele Williams ("Namorados para Sempre")

Jennifer Lawrence ("Inverno da Alma")

Natalie Portman ("Cisne Negro")

Melhor atriz coadjuvante

Amy Adams ("O Vencedor")

Helena BonhamCarter ("O Discurso do Rei")

Melissa Leo ("O Vencedor")

Hailee Steinfeld ("Bravura Indômita")

Jacki Weaver ("Animal Kingdom")

Melhor roteiro original

"Another Year"

"O Vencedor"

"A Origem"

"Minhas Mães e Meu Pai"

"O Discurso do Rei"

Melhor roteiro adaptado

"A Rede Social"

"127 Horas"

"Toy Story 3"

"Bravura Indômita"

"Inverno da Alma"

Melhor animação

"Como Treinar o Seu Dragão"

"O Mágico"

"Toy Story 3"

Melhor filme estrangeiro

"Biutiful", do México

"Kynodontas", da Grécia

"Em um Mundo Melhor", da Dinamarca

"Incendies", do Canadá

"Fora da Lei", da Algéria

Melhor documentário

"Exit Through the Gift Shop"

"Gasland"

"Trabalho Interno"

"Restrepo"

"Lixo Extraordinário"

Melhor fotografia

"Cisne Negro" - Matthew Libatique

"A Origem" - Wally Pfister

"O Discurso do Rei" - Danny Cohen

"A Rede Social" - Jeff Cronenweth

"Bravura Indômita" - Roger Deakins

Melhor figurino

"Alice no País das Maravilhas" - Colleen Atwood

"I Am Love" - Antonella Cannarozzi

"O Discurso do Rei" - Jenny Beavan

"The Tempest" - Sandy Powell

"Bravura Indômita" - Mary Zophres

Melhor trilha sonora

"Como Treinar Seu Dragão"

"A Origem"

"O Discurso do Rei"

"127 Horas"

"A Rede Social"

Melhor canção original

"Coming Home", de "Country Song"

"I See the Light", de "Enrolados"

"If I Rise", de "127 Horas"

"We Belong Together", de "Toy Story 3"

Melhores efeitos visuais

"Alice no País das Maravilhas"

"Harry Potter e as Relíquias da Morte Parte 1"

"A Origem"

"Homem de Ferro 2"

"Além da Vida"

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.