Livros de Harry Potter serão mantidos nas bibliotecas

Os fãs de Harry Potter em Gwinnett County, na Geórgia, já podem respirar aliviados. O departamento de educação do Estado americano confirmou a decisão da diretoria regional de manter a série de livros estrelados pelo bruxinho nas bibliotecas das escolas, disse um representante do sistema escolar de Gwinnett, Jorge Quintana.Em outubro de 2005, Laura Mallory, mãe de alunos de escolas de ensino fundamental da cidadezinha, pediu a uma comissão local que proibisse os livros de J. K. Rowling, afirmando que eles eram violentos demais e promoviam a feitiçaria.A requisição foi negada, então ela recorreu a vários níveis de autoridade estaduais e locais. "Em todos os níveis a decisão foi de manter os livros nas prateleiras", disse Quintana à Reuters.A diretoria decidiu a questão com base em detalhes técnicos, determinando que a cidade de Gwinnett agiu dentro de sua autoridade legal, afirmou a página na internet do Atlanta Journal-Constitution."Não fiz um trabalho legal bom o bastante porque não contratei um advogado", disse Mallory, segundo a publicação. O jornal disse que ela pode recorrer junto à corte superior do Estado.

Agencia Estado,

15 de dezembro de 2006 | 17h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.