Livro traz caso dos textos de Pagu achados no lixo

Como fazia todas as noites, a catadora de papel Telma Marti recolhia objetos pelas ruas de São Paulo quando encontrou pastas, documentos e fotos antigas. Logo percebeu que se tratava de algo importante, histórico. O material pertencia à escritora e ativista Patrícia Galvão, a Pagu, até então desconhecida para Telma. Com base no fato real, Lia Zatz escreveu a biografia Pagu (Callis, 96 págs., R$ 24), que será lançada hoje na Livraria da Vila (R. Fradique Coutinho, 915) às 18h30. Pelas mãos de Lia, Telma vira a personagem-narradora. "Achei um bom caminho para conduzir a história de Pagu", diz Lia. Pagu integra a coleção A Luta de Cada Um, pela qual também chegam às livrarias as biografias de Irmã Dulce, de Mabel Velloso, e de Luiz Gama, por Myriam Fraga.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.